Quinta de La Rosa – vinhos concentrados e elegantes Quinta do Cardo, os vinhos biológicos

Um ávido desejo por lagostim

Texto Ilkka Sirén | Tradução Bruno Ferreira

Yep. Chegou outra vez aquela altura do ano. Todos os anos, a 21 de Julho, ao meio-dia, começa a época de apanha ao lagostim. E todos os anos fico tanto excitado como com um pouco de medo. Embora o lagostim seja delicioso traz com ele uma série de jantares associados em que a schnapps aquavit se bebe como se de água se tratasse, mas volto a este ponto mais a seguir.

Blend-All-About-Wine-Craving-for-cray-fish-Ilkka-and-son lagostim Um ávido desejo por lagostim Blend All About Wine Craving for crayfish Ilkka and son

A caminho da apanha do lagostim com o meu filho – Foto de Ilkka Sirén | Todos os Direitos Reservados

A época do lagostim está aberta de 21 de Julho até ao final de Outubro. É único período do ano em que se pode legalmente apanhar lagostim. Podemos encontrar estas pequenas criaturas em alguns rios e lagos. Tal como com os cogumelos, os melhores locais para apanhar lagostins são geralmente segredos que as pessoas guardam para si próprias. Ainda sou um iniciado na apanha do lagostim mas já ando à procura dos melhores lugares no meu lago e se encontrar algum lugar espectacular não vou fazer grande alarido. Porquê? Penso que faz parte. Normalmente vou num pequeno barco a remos e coloco as armadilhas durante a tarde porque a actividade destes deliciosos crustáceos é, geralmente, à noite. Portanto, é uma boa prática verificar as armadilhas mesmo antes de nos deitarmos e de manhã cedo.

Blend-All-About-Wine-Craving-for-cray-fish-Dill lagostim Um ávido desejo por lagostim Blend All About Wine Craving for crayfish Dill

Endro – Foto de Ilkka Sirén | Todos os Direitos Reservados

A parte difícil é apanhar os lagostins, cozinhá-los é bastante fácil. É só limpá-los, cozê-los em água quente com um pouco de sal, açúcar, endro e um pouco de cerveja. Na verdade o endro domina mesa, não é apenas utilizado no caldo, as pessoas também o utilizam para decorar a mesa nas festas/jantares de lagostim. E, se por acaso, tiveres dores de cabeça no dia a seguir, a culpa é do endro e nunca da schnapps. As festas de lagostim começam, normalmente, com uma sopa. Neste caso foi um sopa cremosa de cogumelos chaterelle com fatias finas de rena, cebolinha e pimento preta no topo feita pela minha mulher. Simplesmente delicioso.

Blend-All-About-Wine-Craving-for-cray-fish-chanterellesoup lagostim Um ávido desejo por lagostim Blend All About Wine Craving for crayfish chanterellesoup

Sopa cremosa de cogumelos Chanterelle – Foto de Ilkka Sirén | Todos os Direitos Reservados

Para acompanhar a sopa bebemos o Dócil Riesling 2011 da Nieeport. Um vinho branco do Douro, tipo Mosel. Uma harmonização fabulosa, devo dizer! Apesar de o vinho ter mais corpo à volta da espinha do que os seus parentes germânicos, a qualidade de um Riesling do Douro fresco continua bastante elevada. Uma das razões para isto é a altitude das vinhas (800m). Produzir um vinho com tanta frescura e apenas 8% de teor alcoólico não é fácil mas a Nieeport conseguiu-o. Um vinho leve a acompanhar a sopa de entrada foi uma boa maneira de começar o jantar.

Blend-All-About-Wine-Craving-for-crayfish-Niepoort-Docil-Riesling-2011 lagostim Um ávido desejo por lagostim Blend All About Wine Craving for crayfish Niepoort Docil Riesling 2011

Niepoort Dócil Riesling 2011 – Foto de Ilkka Sirén | Todos os Direitos Reservados

Seguiu-se o lagostim. Uma bandeja de estes diabos vermelhos é uma consolo para os olhos. O preço do lagostim finlandês pode ser muito elevado e, por isso, apanhá-los nós próprios é, não só divertido, mas pode também prevenir a tua carteira de implodir. Comer estes espécimes exige arte, embora existam facas especiais para o lagostim a maior parte do trabalho é feito à mão. As pinças têm no interior um pouco do caldo delicioso e bem como alguma carne. Pode comer-se assim ou com pão e manteiga. Simples e saboroso.

Blend-All-About-Wine-Craving-for-cray-fish-platter lagostim Um ávido desejo por lagostim Blend All About Wine Craving for crayfish platter

Bandeja de Lagostins – Foto de Ilkka Sirén | Todos os Direitos Reservados

Depois entra a schnapps. E pronto! O ditado popular diz “um schnapps por pinça”. Cada lagostim tem duas pinças e, em média, cada pessoa tem 10 lagostins à frente. Isso significa beber 20 shots de aquavit durante o jantar. O que vale é que nos dias de hoje isso não passa de um ditado. Ainda assim devo dizer que as pessoas bebem mesmo muito nos tradicionais jantares de lagostim. Também há muita cantoria, sendo Helan går! (“Tudo de uma vez”) a canção mais conhecida. A aquavit não tem a melhor das reputações na Finlândia mas não se enganem, existem muitas boas aquaviit por aí fora.

Blend-All-About-Wine-Craving-for-cray-fish-Linie-Double-Cask -Aquavit lagostim Um ávido desejo por lagostim Blend All About Wine Craving for crayfish Linie Double Cask Aquavit

Linie Double Cask Aquavit – Foto de Ilkka Sirén | Todos os Direitos Reservados

Uma das minhas favoritas é a Linie Double Cask Aquavit. Tal como os vinhos Madeira antigamente, esta aquavit norueguesa envelhece no mar. Faz duas viagens pelo Equador em cascos de xerez. Esta, em particular, viajou a bordo do M/V “Tamerlane”, de Oslo até Boston e, depois, até Sydney, Singapura, Yokohoma, Panamá e de volta a Oslo. Um aventura e tanto, eh? Depois, quando regressa à Noruega passa por um processo de envelhecimento extra em cascos de vinho do Porto. Tudo somado, 22 meses em casco. Definitivamente não é a maneira mais rentável de produção de bebidas alcoólicas. De qualquer forma é, não só uma das melhores aquavit no mercado, mas também uma das melhores bebidas brancas, ponto final.

Mais uma excelente festa de lagostim. Uma das alturas que anseio sempre todos os anos e que, por sua vez uma, desejo que acabe rapidamente. Aquele endro é letal!

      About Ilkka Sirén
      Wine Writer - Blend | All About Wine

      Leave a Reply

      Your email address will not be published.