Jantar da Rota das Estrelas O Sector dos Vinhos em Portugal

Terras do Avô – Um Encanto no Norte da Ilha

Texto Olga Cardoso

Sou uma insaciável amante e uma incansável defensora da casta Verdelho. Verdelho da Madeira, note-se!

Embora para muitos esta designação possa parecer uma incoerência, pois só reconhecem legitimidade de uso do termo Verdelho a vinhos desta região Portuguesa, a verdade é que proliferam por aí muitos vinhos que se arrogam serem feitos a partir de casta com o mesmo nome.

No entanto, a maior parte deles são feitos a partir de castas distintas como o Gouveio ou o Verdejo Espanhol.

Verdelho da Madeira é outro campeonato. É acidez pungente, é delicadeza de aromas, é frescura e é também um enorme sentido de lugar. Sim, o Verdelho da Madeira faz jus àquela terra de mar, de sol e de solos escarpados.

Redondezas - Foto Cedida por Terras do Avô | Todos os Direitos Reservados Terras do Avô - Um Encanto no Norte da Ilha Terras do Avô - Um Encanto no Norte da Ilha Blend All About Wine Terras do Avo surroundings

Redondezas – Foto Cedida por Terras do Avô | Todos os Direitos Reservados

Para quem, como eu, visitou recentemente aquela região e suas vinhas, perceberá certamente o quão estóico se torna produzir vinhos por ali. Vinhas pequenas, encostas ingremes e inúmeras dificuldades de tempo e lugar. Uma vez ultrapassadas resultam em vinhos muito minerais e com toques de maresia, vinhos que traduzem toda uma tipicidade e toda uma razão de ser.

Os vinhos da Terras do Avô contam uma história. Duarte Caldeira, o mentor deste projecto, decidiu avançar com vinhos de marca própria, os Terras do Avô, lançados a partir de 2008. Aproveitou o facto de já ter três hectares de vinha replantada para criar uma sociedade com os filhos com base nos terrenos herdados do avô. A marca Terras do Avô pertence à Sociedade Duarte Caldeira e Filhos – Seixal Wines, Lda, empresa que tem como sócios Duarte Caldeira e os seus três filhos Sofia, Filipa e Duarte.

Terras do Avô - Foto Cedida por Terras do Avô | Todos os Direitos Reservados Terras do Avô - Um Encanto no Norte da Ilha Terras do Avô - Um Encanto no Norte da Ilha Blend All About Wine Terras do Avo

Terras do Avô – Foto Cedida por Terras do Avô | Todos os Direitos Reservados

Com enologia a cargo de Paulo Laureano e João Pedro Machado, a Terras do Avô, produz actualmente dois brancos e dois tintos. Dois Colheita ou entrada de gama, e dois Grande Escolha, sendo que estes são apenas engarrafados nos anos em que a qualidade da colheita o justifique. Os brancos são elaborados exclusivamente a partir da casta Verdelho, enquanto os tintos provêm de lotes com as castas Touriga Nacional, Tinta Roriz e Syrah.

Confesso terem sido os brancos aqueles que mais me seduziram. A tal casta Verdelho a fazer toda a diferença. Grande casta nós temos!

Recebidos comme il fault por Duarte Caldeira e seus filhos, tivemos oportunidade de provar os brancos Terras do Avô 2013 e Terras do Avô Grande Escolha 2011 e 2012. No que diz respeito aos tintos, foram provados o Colheita 2010 e o Grande Escolha 2010. Que bem se recebe na Madeira e que qualidade e pontecial têm aquela ilha. Um orgulho para qualquer Português.

Mesa de Prova - Foto Cedida por Terras do Avô | Todos os Direitos Reservados Terras do Avô - Um Encanto no Norte da Ilha Terras do Avô - Um Encanto no Norte da Ilha Blend All About Wine Terras do Avo Tasting Table

Mesa de Prova – Foto Cedida por Terras do Avô | Todos os Direitos Reservados

Os brancos deixaram-me realmente bem impressionada. Muito jovem, o Terras do Avô 2013 mostrou-se um vinho bastante fresco, com evidentes notas de mineralidade e aromas tropicais bem doseados e nada enjoativos. Com enorme acidez, ou não fosse ele feito de Verdelho da Madeira, é um vinho equilibrado e de fácil empatia. O Terras do Avô Grande Escolha 2011 exibiu uma cor já mais dourada, com suaves notas tropicais, uma mineralidade bastante acentuada e ligeiros toques herbáceos. O Terras do Avô Grande Escolha 2012 mostrou um nariz muito sedutor, com notas de maracujá e ananás, evidente mineralidade e toques de salinidade. Já com alguma complexidade, revelou uma boca muito bem estruturada e com notável acidez.

Os rótulos destes vinhos, muito originais, foram desenhados pelo artista plástico madeirense Marco Fagundes Vasconcelos, que dedicou a cor verde aos vinhos brancos e a vermelha aos vinhos tintos.

Actualmente produzem cerca de 19 mil garrafas de branco e 9 mil garrafas de tinto. Se a Madeira tem motivos para se orgulhar dos seus nativos, o Sr. Duarte Caldeira dar-lhe-á razões acrescidas para o efeito. Homem de propósitos honestos, sem papas na língua, que se transforma facilmente num encanto para quem vêm de fora.

Tapas - Foto Cedida por Terras do Avô | Todos os Direitos Reservados Terras do Avô - Um Encanto no Norte da Ilha Terras do Avô - Um Encanto no Norte da Ilha Blend All About Wine Terras do Avo Tapas

Tapas – Foto Cedida por Terras do Avô | Todos os Direitos Reservados

Estando integrados no enoturismo existente na ilha, a família Caldeira recebe os seus visitantes com todo o cuidado que se impõe. Tapas, peticos e pratos para acompanhar os seus vinhos é coisa que não faltará ao visitante. Simpatia, disponibilidade e receptividade também não.
Localizados na freguesia do Seixal, na costa norte da Ilha da Madeira, com uma vista deslumbrante sobre o mar, acolhem presentemente inúmeros turistas nacionais e estrangeiros, estando inclusivamente a aumentar e a melhorar as suas instalações.

Estão à espera de quê para lhes fazer uma visita? Deixamos aqui todos os contactos que necessitam para efeito. Go!Go!Go!

Contactos
Sociedade Duarte Caldeira e Filhos – Seixal Wines, Lda.
Sede: Sitio do Lombinho – Seixal, 9 270 – 125 Porto Moniz
Tel: (+351) 965 013 168 (Duarte Caldeira) | (+351) 964 008 001 (Sofia Caldeira)
seixalwines@gmail.com
www.terrasdoavo.blogspot.com

      Sobre Olga Cardoso
      Partner and co-founder Blend | All About Wine

      Deixar um comentário

      Your email address will not be published.