Posts Tagged : Restaurants

Restaurante Maria Pia, em Cascais

Texto José Silva

Mesmo sobre a marina de Cascais, encostado às muralhas da cidadela e com uma vista soberba para a baía, é um espaço amplo todo em vidro, parece que o mar entra por ali dentro.

Blend-All-About-Wine-Maria Pia Restaurant-Entrada restaurante maria pia Restaurante Maria Pia, em Cascais Blend All About Wine Maria Pia Restaurant Entrada

A entrada – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Maria Pia Restaurant-Room restaurante maria pia Restaurante Maria Pia, em Cascais Blend All About Wine Maria Pia Restaurant Room

A sala – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Decoração moderna, airosa, com alguns elementos antigos e meia dúzia de sofás à entrada, para aguardar por mesa ou mesmo petiscar qualquer coisa e beber um copo antes da refeição.

Blend-All-About-Wine-Maria Pia Restaurant-Room 4 restaurante maria pia Restaurante Maria Pia, em Cascais Blend All About Wine Maria Pia Restaurant Room 4

A sala – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Maria Pia Restaurant-Room 3 restaurante maria pia Restaurante Maria Pia, em Cascais Blend All About Wine Maria Pia Restaurant Room 3

A sala – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Mesas bem-postas, com simplicidade mas muita qualidade e serviço a cargo de gente jovem, simpática, atenciosa, muito profissional. Uma das características desta casa de bem comer é que abre ao meio-dia e serve ininterruptamente até à meia-noite, sejam petiscos seja uma refeição completa. Isto é suportado por uma cozinha muito bem equipada onde trabalha uma equipa de profissionais liderada pelo chefe Pedro Mendes, já com grande experiência a liderar equipas desta área, que dão resposta muito positiva áquilo que lhes é pedido. O chefe aposta numa ementa em que os produtos do mar dominam naturalmente a oferta, entre marisco e peixe fresco, utilizando mesmo algas que dão ligações cheias de frescura, a saber a mar. E trabalha mesmo alguns produtos sazonais, na sua época, como é o caso das túberas, de que se fez recentemente um jantar bem agradável.

Blend-All-About-Wine-Maria Pia Restaurant-Montado Alentejano restaurante maria pia Restaurante Maria Pia, em Cascais Blend All About Wine Maria Pia Restaurant Montado Alentejano

Montado Alentejano – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Maria Pia Restaurant-Pork Rice restaurante maria pia Restaurante Maria Pia, em Cascais Blend All About Wine Maria Pia Restaurant Pork Rice

Arroz de túberas e lombinhos de porco alentejano com farinheira – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Que começou pelo “montado alentejano”- cabeça de xara, bolota e túbera – a que se seguiu um arroz cremoso de túberas e lombinhos de porco alentejano com farinheira do mesmo.

Blend-All-About-Wine-Maria Pia Restaurant-orange restaurante maria pia Restaurante Maria Pia, em Cascais Blend All About Wine Maria Pia Restaurant orange

Laranja – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Maria Pia Restaurant-Corandieer mashed restaurante maria pia Restaurante Maria Pia, em Cascais Blend All About Wine Maria Pia Restaurant Corandieer mashed

Couvert – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Terminou-se com cinco texturas de laranja, muito bem conseguidas. Mas vamos provar alguns pratos da ementa deste restaurante Maria Pia.

Começa-se pelo couvert, que apresenta pão de azeitonas e pão caseiro, e por vezes umas tostinhas fininhas estaladiças, para molhar na esmagada de coentros ou barrar com manteiga normal, manteiga de beterraba ou manteiga com tinta de choco. Belo começo!!

Blend-All-About-Wine-Maria Pia Restaurant-Tomato Soup restaurante maria pia Restaurante Maria Pia, em Cascais Blend All About Wine Maria Pia Restaurant Tomato Soup

Sopa de tomate – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Maria Pia Restaurant-gaspacho restaurante maria pia Restaurante Maria Pia, em Cascais Blend All About Wine Maria Pia Restaurant gaspacho

Gaspacho – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Não faltam as sopas e os caldos: sopa de tomate cremosa, com ovo batido e croutons aromatizados, canja de amêijoas do Algarve deliciosa e um refrescante gaspacho batido, ligeiramente picante, em que o tomate dá um creme espesso que envolve os outros vegetais crus. Que bem que soube!

Blend-All-About-Wine-Maria Pia Restaurant-Crab restaurante maria pia Restaurante Maria Pia, em Cascais Blend All About Wine Maria Pia Restaurant Crab

Bocas de caranguejo do Atlântico com emulsão de limão – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Maria Pia Restaurant-Ceviche restaurante maria pia Restaurante Maria Pia, em Cascais Blend All About Wine Maria Pia Restaurant Ceviche

Ceviche de robalo – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Como entradas podem aparecer umas ostras trabalhadas, sempre a saber a mar, as bocas de caranguejo do Atlântico com emulsão de limão, deliciosas, ceviche de robalo bem temperado e tártaro de atum com sésamo e gengibre, e pataniscas de atum com molho de soja.

Ou uma travessa de amêijoas com limão e coentros, para comer à mão e molhar o pãozinho no molho, uma maravilha.

Blend-All-About-Wine-Maria Pia Restaurant-Bread Soup restaurante maria pia Restaurante Maria Pia, em Cascais Blend All About Wine Maria Pia Restaurant Bread Soup

Açorda negra de marisco – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Maria Pia Restaurant-prawns restaurante maria pia Restaurante Maria Pia, em Cascais Blend All About Wine Maria Pia Restaurant prawns

Gambas picantes sobre linguini negro – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Sempre do mar vem a açorda negra de marisco com choco frito, uma bela ligação, as gambas extra quentes picantes sobre linguini negro e os fritos de robalo com risoto de algas, todos deliciosos.

Blend-All-About-Wine-Maria Pia Restaurant-Cod risotto restaurante maria pia Restaurante Maria Pia, em Cascais Blend All About Wine Maria Pia Restaurant Cod risotto

Risoto de bacalhau – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Maria Pia Restaurant-Sea bass restaurante maria pia Restaurante Maria Pia, em Cascais Blend All About Wine Maria Pia Restaurant Sea bass

Robalo à Bulhão Pato – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Ainda o risoto de bacalhau cremoso, o xerém de berbigão do Algarve com lulas em tempura e um desconcertante arroz de coentros com robalo à Bulhão Pato, excelentes!

Blend-All-About-Wine-Maria Pia Restaurant-Braised Tuna restaurante maria pia Restaurante Maria Pia, em Cascais Blend All About Wine Maria Pia Restaurant Braised Tuna

Atum braseado – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Fechou-se em êxtase com atum braseado, creme de beterraba e legumes salteados, o atum no ponto, textura fantástica, os legumes variados muito bem trabalhados.

Já na esplanada, não se resistiu a um preguinho com carne excelente, em pão de azeitona e maionese de alho, tenro e saboroso, mesmo muito bom…O crumble de maçã com gelado quase que já não coube. A carta de vinhos está ainda a evoluir, e prometem-se muitas novidades, a mais importante das quais será uma esplanada num miradouro por cima do restaurante, com muito marisco fresco e espumantes, vinhos brancos e alguns rosés, bem frescos, sempre a correr, com aquela paisagem por companhia.

Vai ser bonito, vai!!

Da cozinha para a vinha, os vinhos de Margarida Cabaço

Texto João Pedro de Carvalho

Por vezes as decisões acertadas que tomamos na vida abrem os caminhos do sucesso, esta como muitas outras é uma história de sucesso. Tudo começou quando a jovem Margarida chegou a Estremoz, quis o destino que fosse ali encontrar o seu amor, Joaquim Cabaço, descendente da família Cabaço. Joaquim desde cedo aprendeu as artes do campo e da vinha, foi ele o responsável por plantar as actuais vinhas com a sua mulher Margarida em 1992. Na altura sem produção ou adega própria, toda a produção de uva era vendida a produtores da região, por outro lado era a paixão pela cozinha que iria levar a que em 1994 Margarida Cabaço inaugurasse um dos templos da cozinha Alentejana, o Restaurante São Rosas.

Blend-All-About-Wine-The wines of Margarida Cabaço-Margarida Cabaço margarida cabaço Da cozinha para a vinha, os vinhos de Margarida Cabaço Blend All About Wine The wines of Margarida Caba  o Margarida Caba  o

Margarida Cabaço à porta do seu restaurante, São Rosas

Apesar de toda a arte e mestria que Margarida coloca na sua cozinha, sentiu em determinado momento a necessidade de a complementar com algo mais, com algo que tivesse também o seu cunho, a sua mão. Nascia com a colheita de 2001 o projecto Monte dos Cabaços e as uvas que antes eram vendidas agora davam origem ao primeiro vinho do casal, curiosamente um Syrah produzido a partir de uma vinha com três anos. De um total de 130 hectares de vinha, entre uva branca e tinta, 55 ficaram para o projecto Monte dos Cabaços com os restantes a irem para o seu filho Tiago Cabaço. Hoje em dia a gama de vinhos cresceu e está mais composta, a enologia está a cargo da enóloga Susana Estéban mas cabe sempre a Margarida Cabaço a última palavra.

O processo de escolha começa na vinha tal como o faz aos produtos que coloca no São Rosas, critério de qualidade sempre presente. Os melhores lotes têm direito a passar por barrica e quando se mostram de patamar superior vão para o Monte dos Cabaços Reserva. Quanto à gama de vinhos especiais de nome Margarida, os quais não irei abordar por agora, são vinhos elaborados com a melhor casta de cada colheita, da qual uma parte ajuda a complementar os lotes dos restantes vinhos. O primeiro branco nasceu em 2005, agora temos o Monte dos Cabaços Colheita Seleccionada branco 2013 em prova que junta as castas Antão Vaz, Arinto e Roupeiro, apenas com passagem por inox. A mostrar-se com fruta (citrinos, maçã) vigorosa e muito madura, folha verde de limoeiro e flores brancas num conjunto directo e franco mas onde se nota algum nervo. Na boca mostra-se algo tenso, equilíbrio entre a fruta madura e suculenta e a secura, todo ele fresco e com bom final.

Blend-All-About-Wine-The wines of Margarida Cabaço-white margarida cabaço Da cozinha para a vinha, os vinhos de Margarida Cabaço Blend All About Wine The wines of Margarida Caba  o white

Monte dos Cabaços Colheita Seleccionada Branco 2013 – Foto de João Pedro de Carvalho | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-The wines of Margarida Cabaço-reds margarida cabaço Da cozinha para a vinha, os vinhos de Margarida Cabaço Blend All About Wine The wines of Margarida Caba  o reds

Monte dos Cabaços Colheita Seleccionada Red 2009 and Monte dos Cabaços Reserva Red 2008 – Foto de João Pedro de Carvalho | Todos os Direitos Reservados

Nos tintos, o Monte dos Cabaços Colheita Seleccionada 2009 mostra-se muito centrado na fruta madura, muita baga e frutos do bosque, alguma ameixa, notas de chocolate preto, tabaco, pimenta preta, tudo fresco e com boa intensidade. Conjunto bem estruturado, passagem saborosa com frescura em final longo. Para último fica o Monte dos Cabaços Reserva 2008 feito de Touriga Nacional e Alicante Bouschet, com estágio em barrica. Um vinho atractivo e sério, com fruta preta muito madura envolvida em frescura e alguma geleia, boa harmonia de conjunto com notas de especiarias e uma muito boa concentração onde a barrica aparece muito bem integrada. Muito envolvente ao mesmo tempo que mostra nervo e garra, até alguma austeridade que se faz sentir em pano de fundo. Na boca é um festival de sensações que nos agarra ao copo com a fruta muito limpa a explodir de sabor, muita garra e frescura com estrutura firme que lhe garante longevidade e uma fantástica prestação à mesa.

Bulls – Um rodízio de grande qualidade em Matosinhos

Texto José Silva

Num espaço que já albergou vários restaurantes ao longo das últimas duas décadas, em Matosinhos, um investidor resolveu criar um restaurante dedicado sobretudo ao tradicional rodízio de origem brasileira e muito popular entre nós. – Bulls.

Blend-All-About-Wine-Bulls-Entrance bulls Bulls – Um rodízio de grande qualidade em Matosinhos Blend All About Wine Bulls Entrance

Entrada – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Partindo de instalações onde a pedra de granito tem presença muito forte, decidiu-se manter a beleza dessa pedra e juntar-lhe soalho e tecto em ripas de madeira, de belo efeito. A enorme parede de fundo é branca, com o nome do restaurante.

Blend-All-About-Wine-Bulls-Tables bulls Bulls – Um rodízio de grande qualidade em Matosinhos Blend All About Wine Bulls Tables

Grande parede branca – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Bulls-Counter bulls Bulls – Um rodízio de grande qualidade em Matosinhos Blend All About Wine Bulls Counter

Balcão – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Num balcão de boas dimensões repousam alguns dos muitos vinhos duma carta bem preenchida, num trabalho que completa bem a qualidade geral do que ali se serve. Sala ampla, no entanto acolhedora, mesas muito bem postas, com tudo o que é necessário para usufruir uma boa refeição.

Blend-All-About-Wine-Bulls-Counter 2 bulls Bulls – Um rodízio de grande qualidade em Matosinhos Blend All About Wine Bulls Counter 2

Balcão – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Onde o rodízio é rei, no entanto a partir de produtos de grande qualidade, a começar pelos tipos de carne que ali são utilizadas. Serviço profissional, da responsabilidade de alguém que há já muitos anos trabalha com este tipo de menus, que aqui é aprimorado.

Blend-All-About-Wine-Bulls-Caipirinha bulls Bulls – Um rodízio de grande qualidade em Matosinhos Blend All About Wine Bulls Caipirinha

Caipirinha – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Bulls-Quail Eggs bulls Bulls – Um rodízio de grande qualidade em Matosinhos Blend All About Wine Bulls Quail Eggs

Ovos de codorniz – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Voltando às bebidas, não poderia faltar a caipirinha, muito bem preparada. Mas mais uma vez a diferença vem das várias aguardentes de cachaça utilizadas, todas de grande qualidade e muito bem expostas.

Blend-All-About-Wine-Bulls-Cheese Balls bulls Bulls – Um rodízio de grande qualidade em Matosinhos Blend All About Wine Bulls Cheese Balls

Bolas de queijo – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Bulls-Bola-de-carne bulls Bulls – Um rodízio de grande qualidade em Matosinhos Blend All About Wine Bulls Bola de carne

Bola de carne – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Já na mesa, e para fazer companhia à primeira caipirinha, vieram ovos de codorniz, cebola frita, bolinhas de queijo saborosas e fofinhas, bola de carne feita na casa muito boa, bolinhos de bacalhau, rissóis e croquetes, e uma belíssima salada de polvo, muito vem temperada.

Blend-All-About-Wine-Bulls-Entries bulls Bulls – Um rodízio de grande qualidade em Matosinhos Blend All About Wine Bulls Entries

Entradas – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Bulls-Octupus Salad bulls Bulls – Um rodízio de grande qualidade em Matosinhos Blend All About Wine Bulls Octupus Salad

Salada de Polvo – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

A escolha natural do que se ia comer recaiu no rodízio, que começou pelas tradicionais coxinhas de frango, linguiça toscana e filé com queijo. E logo vieram para a mesa as batatas fritas muito crocantes, a farofa muito bem feita, o arroz seco soltinho, para ligar com o feijão preto cremoso e a couve mineira bem condimentada.

Blend-All-About-Wine-Bulls-Rice bulls Bulls – Um rodízio de grande qualidade em Matosinhos Blend All About Wine Bulls Rice

Arroz branco – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Bulls-Farofa bulls Bulls – Um rodízio de grande qualidade em Matosinhos Blend All About Wine Bulls Farofa

Farofa – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Estava lançado o mote!

Na cozinha continuavam a ser trabalhadas as várias carnes, afagadas pelo fogo vivo: cupim, costela, maminha, alcatra e picanha, neste caso na versão normal e na versão com alho, ambas deliciosas.

Blend-All-About-Wine-Bulls-Meat bulls Bulls – Um rodízio de grande qualidade em Matosinhos Blend All About Wine Bulls Meat

Carne – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

E lá se iniciou o cortejo destas carnes fantásticas, em longos espetos de ferro, fatiadas na mesa com facas bem afiadas, em fatias muito fininhas. Para quem gosta, um pouco de molho de malagueta a dar vivacidade ao sabor da carne. E é uma e outra vez, e mais outra e outra ainda, até dizermos que chega, estamos satisfeitos.

Blend-All-About-Wine-Bulls-hump-steak bulls Bulls – Um rodízio de grande qualidade em Matosinhos Blend All About Wine Bulls hump steak

Cupim – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Bulls-sirloin bulls Bulls – Um rodízio de grande qualidade em Matosinhos Blend All About Wine Bulls sirloin

Maminha – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Talvez lugar apenas para uns pedaços de abacaxi grelhado que se polvilha com um pouco de canela. Um grande rodízio, num espaço de muito bom gosto. Mas onde a ementa apresenta várias outras soluções, entre peixe e carne, do camarão tigre aos bacalhaus e ao tradicional cabrito assado no forno. A fruta e alguma doçaria feita na casa completam uma excelente refeição, onde as carnes de qualidade brilham muito alto.

Depois, recomenda-se um passeio até à beira mar…

Contactos
Bulls | Restaurante de Rodizio
Rua Brito e Cunha, 515
4450-088, Matosinhos
Tel: (+351) 229 381 184
Email: geral@bulls.pt or reservas@bulls.pt
Website: www.bulls.pt

Toca da Raposa, um refúgio no Douro…

Texto José Silva

Ao longo dos últimos anos têm surgido no Douro alguns espaços que se dedicam a servir boa comida, com qualidade e produtos genuínos e que se têm consolidado, sendo hoje procurados quer por portugueses quer mesmo por estrangeiros, muito graças também á divulgação através das redes sociais, cada vez mais um instrumento valorativo e de rápido acesso.

Em Ervedosa do Douro, uma pequena povoação na estrada que sobe desde o leito do rio Douro até S. João da Pesqueira, abriu há alguns anos um desses espaços a que deram o nome de “Toca da Raposa”. Mesmo à face da estrada, mas com amplo parqueamento logo à frente, recebe-nos um espaço muito confortável e acolhedor, bem decorado, sóbrio, de muito bom gosto.

Blend-All-About-Wine-Toca da Raposa-1 toca da raposa Toca da Raposa, um refúgio no Douro... Blend All About Wine Toca da Raposa 1

Toca da Raposa – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Algumas mesas logo à entrada, depois um amplo balcão e mais algumas mesas a seguir, soalho em madeira, algumas paredes em madeira e outras em xisto, muitas prateleiras repletas de garrafas de vinho, que ali também é muito bem trabalhado.

Blend-All-About-Wine-Toca da Raposa-2 toca da raposa Toca da Raposa, um refúgio no Douro... Blend All About Wine Toca da Raposa 2

Toca da Raposa – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Toca da Raposa-3 toca da raposa Toca da Raposa, um refúgio no Douro... Blend All About Wine Toca da Raposa 3

Toca da Raposa – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

A mãe a dirigir a cozinha com mestria, as suas mãos a fazerem por vezes verdadeira magia, a filha a dirigir a sala com sabedoria e bom gosto, apresentando os pratos e fazendo propostas de acompanhamento com vinhos de grande qualidade, em que o Douro, naturalmente, está representado em esmagadora maioria. O resultado é sempre magnífico, proporcionando ao visitante refeições intensas, com variedade, bem apresentadas, desde as entradas até aos pratos principais mais elaborados, com temperos equilibrados, cozinhados no ponto, dando sempre realce á qualidade dos produtos utilizados. Depois, quando passamos à escolha do vinho ou vinhos, teremos sempre o acompanhamento da filha, que mostra que os vinhos que podemos apreciar nas prateleiras e na vasta carta, não estão ali por acaso nem ao acaso. Nota-se que é pessoa conhecedora, esclarecida, conhece os vinhos, as suas proveniências, as suas características e as harmonizações que se podem conseguir com os pratos variados da ementa. A isto não será alheio o facto de por ali passarem muitos dos produtores da região do Douro e em especial daquela zona. S. João da Pesqueira é o concelho da região onde há o maior número de produtores de vinhos do Douro. Na última visita, depois de sentados confortavelmente á mesa, trincamos umas amêndoas torradas que fizeram companhia a um Porto Branco 10 Anos da Andresen, à temperatura certa. Muito bom.

Blend-All-About-Wine-Toca da Raposa-dish-1 toca da raposa Toca da Raposa, um refúgio no Douro... Blend All About Wine Toca da Raposa dish 1

Míscaros Grelhados – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Toca da Raposa-dish-2 toca da raposa Toca da Raposa, um refúgio no Douro... Blend All About Wine Toca da Raposa dish 2

Filetes de Polvo – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Logo de seguida, um delicioso pão regional fez companhia a algumas entradas muito bem confeccionadas: míscaros grelhados com azeite muito saborosos e filetes de polvo fritos com polme fofinho.

Blend-All-About-Wine-Toca da Raposa-dish-3 toca da raposa Toca da Raposa, um refúgio no Douro... Blend All About Wine Toca da Raposa dish 3

Peixinhos do rio – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Toca da Raposa-4 toca da raposa Toca da Raposa, um refúgio no Douro... Blend All About Wine Toca da Raposa 4

Alheira – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

De seguida uns peixinhos do rio fritos de escabeche deliciosos, alheira tostada, muito saborosa, com aquele toque levemente azedo e pele crocante, com uns grelos salteados carnudos.

Blend-All-About-Wine-Toca da Raposa-dish-5 toca da raposa Toca da Raposa, um refúgio no Douro... Blend All About Wine Toca da Raposa dish 5

Para fechar as entradas – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

E para fechar as entradas os sabores da azenha – pão regional torrado com azeite, presunto e queijo em azeite. Excelente! Até aqui tínhamos bebido o branco Gambozinos Reserva de 2013, que esteve sempre à altura, e então passamos para um tinto, o Beira Douro Colheita de 2012, ambos servidos a copo.

Blend-All-About-Wine-Toca da Raposa-dish-6 toca da raposa Toca da Raposa, um refúgio no Douro... Blend All About Wine Toca da Raposa dish 6

Arroz de míscaros – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Toca da Raposa-dish-7 toca da raposa Toca da Raposa, um refúgio no Douro... Blend All About Wine Toca da Raposa dish 7

Cachaço de porco Bízaro – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

O tinto fez boa companhia a um arroz de míscaros preparado no ponto, cremoso e apaladado, com febrinhas de cachaço de porco bízaro grelhadas.

Blend-All-About-Wine-Toca da Raposa-dish-8 toca da raposa Toca da Raposa, um refúgio no Douro... Blend All About Wine Toca da Raposa dish 8

Cabrito grelhado – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Mas ainda veio o cabrito grelhado com batata refugada e couve salteada, comida de aldeia muito bem confeccionada.

Blend-All-About-Wine-Toca da Raposa-dish-9 toca da raposa Toca da Raposa, um refúgio no Douro... Blend All About Wine Toca da Raposa dish 9

Sobremesa – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Toca da Raposa-dish-10 toca da raposa Toca da Raposa, um refúgio no Douro... Blend All About Wine Toca da Raposa dish 10

Sobremesa – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Já em esforço, mas com o Porto LBV da Noval 2008 no copo, atacamos a torta de amêndoa e o pudim de ovos, e um queijo da serra com marmelada e nozes que nos deixaram prostrados…mas muito satisfeitos.

Blend-All-About-Wine-Toca da Raposa-Douro toca da raposa Toca da Raposa, um refúgio no Douro... Blend All About Wine Toca da Raposa Douro

O Douro – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Depois descemos para o Pinhão, ao encontro do rio Douro, sempre ele…

O Gaveto, um restaurante e marisqueira de referência

Texto José Silva

Este “O Gaveto” começou por ser uma marisqueira, mais uma, em Matosinhos, quando Manuel Pinheiro a comprou, em 1984.

A partir daí continuou como marisqueira, mas passou a ser também um restaurante confortável, com boa comida tradicional portuguesa. Foi ganhando clientela, sempre com muito trabalho, fruto não só da simpatia e do profissionalismo que o proprietário sempre exigiu no serviço, mas também dos produtos de enorme qualidade utilizados nas variadíssimas confecções. E foi isso que foi transmitindo aos filhos que, apesar de terem feito os estudos que entenderam, desde cedo começaram a ajudar o pai no restaurante e na residencial que possui no Porto, hoje transformada num pequeno hotel de qualidade, agora gerido pela filha Cristina. No Gaveto, em Matosinhos, o filho mais velho, José Manuel, juntou-se ao pai mais cedo, até que, em 1995, foi a vez do outro filho, João Carlos, se lhes juntar.

Blend-All-About-Wine-Gaveto Restaurant-Room gaveto O Gaveto, um restaurante e marisqueira de referência Blend All About Wine Gaveto Restaurant Room

O Gaveto – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Gaveto Restaurant-Room-2 gaveto O Gaveto, um restaurante e marisqueira de referência Blend All About Wine Gaveto Restaurant Room 2

O Gaveto – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Muito trabalho, dedicação, simplicidade e bom relacionamento quer com o pessoal, quer com a clientela, que foi sempre crescendo e em que uma parte significativa é hoje também amiga da casa e dos dois irmãos. O pai Manuel, já reformado, continua a passar por ali diariamente, dando uma ou outra opinião, mas sobretudo gozando o facto de poder ver o seu trabalho de muitos anos muito bem entregue aos seus filhos, com grande sucesso.

Blend-All-About-Wine-Gaveto Restaurant-Fish gaveto O Gaveto, um restaurante e marisqueira de referência Blend All About Wine Gaveto Restaurant Fish

Peixe fresco – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Gaveto Restaurant-Seafood gaveto O Gaveto, um restaurante e marisqueira de referência Blend All About Wine Gaveto Restaurant Seafood

Marisco – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

O marisco e o peixe fresco do dia são uma constante, com receituários extremamente simples, deixando brilhar a qualidade dos produtos.

Dois  viveiros enormes de marisco vivo, logo à entrada, são o garante da frescura do que vem do mar.

Blend-All-About-Wine-Gaveto Restaurant-Lobster gaveto O Gaveto, um restaurante e marisqueira de referência Blend All About Wine Gaveto Restaurant Lobster

Lagosta – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Gaveto Restaurant-Seafood-2 gaveto O Gaveto, um restaurante e marisqueira de referência Blend All About Wine Gaveto Restaurant Seafood 2

Marisco – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

A que se junta um enorme escaparate de algum marisco já cozido e dos vários tipos de peixe fresco, à vista de todos. O enorme aquário, normalmente ocupado pelas lagostas, vai albergar, a partir de Janeiro, as muitas lampreias, também elas vivas, que são uma das coroas da casa. Cozinhadas à bordalesa ou em arroz de lampreia, levam ali verdadeiras romarias de apreciadores que, até lá para o final de Abril, nunca saem defraudados. Nessa época, também o sável vai brilhar, cozinhado a preceito. E também o serviço de snack é bem sucedido, sejam os pequenos petiscos, a sopa de marisco saborosa, o churrasquinho no pão e, claro, a tradicional francesinha. Na companhia de cerveja a copo gelada muito bem tirada.

Mas ao longo dos últimos anos o serviço e a oferta de vinhos tem vindo a constituir uma verdadeira paixão, ao ponto de terem hoje uma carta de vinhos onde pontuam as grandes referências nacionais, e mesmo alguns vinhos estrangeiros de grande nível. Muitos produtores nacionais bem conhecidos passaram a ser clientes assíduos, alguns deles mesmo amigos pessoais dos dois irmãos, fazendo ali muitas provas e mesmo apresentações de novidades e algumas raridades. Que casam muito bem com muitos dos pratos que passaram a ser de escolha obrigatória para muitos deles.

Blend-All-About-Wine-Gaveto Restaurant-Wines gaveto O Gaveto, um restaurante e marisqueira de referência Blend All About Wine Gaveto Restaurant Wines

Selecção de vinhos – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Gaveto Restaurant-monkfish rice gaveto O Gaveto, um restaurante e marisqueira de referência Blend All About Wine Gaveto Restaurant monkfish rice

Arroz de Tamboril – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Para além das mariscadas que ligam bem com espumantes e vinhos brancos encorpados e frescos, a escolha vai-se refinando para o arroz de tamboril ou o soberbo arroz de lavagante, das melhores confecções que conheço. Ou mesmo um branco especial para acompanhar um linguado ou uma posta de garoupa grelhados na brasa.

Blend-All-About-Wine-Gaveto Restaurant-lobster rice gaveto O Gaveto, um restaurante e marisqueira de referência Blend All About Wine Gaveto Restaurant lobster rice

Arroz de lagosta – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Gaveto Restaurant-seafood rice gaveto O Gaveto, um restaurante e marisqueira de referência Blend All About Wine Gaveto Restaurant seafood rice

Arroz de marisco – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

O arroz de marisco tem ali grande tradição, assim como umas carnudas e saborosas amêijoas à Bulhão Pato.

Blend-All-About-Wine-Gaveto Restaurant-Clams gaveto O Gaveto, um restaurante e marisqueira de referência Blend All About Wine Gaveto Restaurant Clams

Ameijoas à Bulhão Pato – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Gaveto Restaurant-Narcisa-style codfish gaveto O Gaveto, um restaurante e marisqueira de referência Blend All About Wine Gaveto Restaurant Narcisa style codfish

Bacalhau à Narcisa – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Não faltam também as bacalhoadas, com o bacalhau à Narcisa a brilhar, posta alta frita no ponto, com cebolada farta e batata frita às rodelas.

Ou mesmo uma tradicional carne de porco à alentejana. Ao sábado, as tripas à moda do Porto têm seguidores dedicados.

Blend-All-About-Wine-Gaveto Restaurant-Pork with clams gaveto O Gaveto, um restaurante e marisqueira de referência Blend All About Wine Gaveto Restaurant Pork with clams

Carne de porco à alentejana – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Gaveto Restaurant-Seafood Soup gaveto O Gaveto, um restaurante e marisqueira de referência Blend All About Wine Gaveto Restaurant Seafood Soup

Sopa de marisco – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Na última visita começamos pela sopa de marisco, saborosa e com toque precioso de picante.

Blend-All-About-Wine-Gaveto Restaurant-Fish-2 gaveto O Gaveto, um restaurante e marisqueira de referência Blend All About Wine Gaveto Restaurant Fish 2

Peixe galo – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Gaveto Restaurant-Redoma gaveto O Gaveto, um restaurante e marisqueira de referência Blend All About Wine Gaveto Restaurant Redoma

Redoma branco 2013 – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Depois foi um simples filete de pescada fresca com salada russa deliciosa, para terminar com o peixe galo, em postas bem fritinhas, acompanhado por uma açorda gulosa com as ovas do peixe!

O Redoma Branco 2013 esteve sempre à altura…

Contactos
Restaurante O Gaveto
Rua Roberto Ivens, 826
4450-249 Matosinhos – Portugal
Tel: (+351) 229 378 796
Fax: (+351) 229 383 812
E-mail:geral@ogaveto.com
Website: www.ogaveto.com

Areia Restaurant Bar, uma refeição fantástica à beira mar

Texto José Silva

Nasceu em Caminha esta minhota de gema que um dia resolveu dedicar-se à culinária, uma paixão que se foi apoderando dela e que hoje é a sua vida. A pesca é, a par da agricultura, uma das principais fontes de rendimento da região e foi um pouco á volta de tudo isto que Margarida Rego foi pesquisando, estudando, provando e tentando conhecer os produtos de excelência. E foi criando pratos, fazendo adaptações e mesmo algumas provocações, mas não dispensa a tradição das coisas boas da sua terra, e gosta de conhecer os seus fornecedores, alguns dos quais são mesmo seus amigos.

Blend-All-About-Wine-Areia Restaurant Bar-Beach areia restaurant bar Areia Restaurant Bar, uma refeição fantástica à beira mar Blend All About Wine A Delicious Meal Beach

A praia – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Foi com tudo isso que avançou para a exploração dum espaço que pouco mais era que um apoio de praia, o Areia Restaurant Bar, na beleza da praia do Carreço, um pouco a norte de Viana do Castelo.

Blend-All-About-WineAreia Restaurant Bar-The-Restaurant areia restaurant bar Areia Restaurant Bar, uma refeição fantástica à beira mar Blend All About Wine A Delicious Meal The Restaurant

O Restaurante – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Areia Restaurant Bar-The-Restaurant-2 areia restaurant bar Areia Restaurant Bar, uma refeição fantástica à beira mar Blend All About Wine A Delicious Meal The Restaurant 2

O Restaurante – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Margarida mantém o apoio de praia, servindo snacks, mas adaptou o espaço – o interior e a esplanada – ao serviço duma cozinha muito sua, que vai evoluindo ao sabor daquilo que se arranja, sobretudo o que vem do mar: aqueles ouriços, as percebes de bico vermelho, as navalheiras da pedra, a excelência do sargo e quando ele é mais saboroso, o polvo, o peixe galo, o robalo, o camarão na sua época e uma verdadeira paixão pelas algas, mesmo ali daquele mar, que usa duma forma magistral. Mas também a carne, seja de porco, seja de vaca barrosão ou cachena, dependendo da oferta.

Blend-All-About-Wine-Areia Restaurant Bar-On-top-of-the-sand areia restaurant bar Areia Restaurant Bar, uma refeição fantástica à beira mar Blend All About Wine A Delicious Meal On top of the sand

A esplanada – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Depois temos o espaço, moderno e arejado na sua simplicidade, mesmo em cima da areia, completamente invadido por aquela paisagem fantástica, com o mar todo poderoso ao fundo. O serviço é impecável, com profissionais à altura, que nos vão acompanhando com simpatia e eficiência ao longo da refeição, incluindo um competente serviço de vinhos.

Apesar dum pouco de vento, a escolha recaiu na esplanada, o que se veio a revelar acertado. Foram-se abrindo as garrafas que entretanto já refrescavam e que foram mantidas num frapé, enquanto se foram bebendo.

Blend-All-About-Wine-Areia Restaurant Bar-Bread areia restaurant bar Areia Restaurant Bar, uma refeição fantástica à beira mar Blend All About Wine A Delicious Meal Bread

Pão – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Areia Restaurant Bar-Percebes areia restaurant bar Areia Restaurant Bar, uma refeição fantástica à beira mar Blend All About Wine A Delicious Meal Percebes

Percebes – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Vieram para a mesa vários tipos e pão e azeite com vários condimentos e, de rompante, apareceram as percebas (como se diz aqui no norte), absolutamente divinais!

Blend-All-About-Wine-Areia Restaurant Bar-Navalheira areia restaurant bar Areia Restaurant Bar, uma refeição fantástica à beira mar Blend All About Wine A Delicious Meal Navalheira

Navalheira – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Logo seguidas dumas navalheiras da pedra já abertas, cheias de ovas, a saber a mar.

Blend-All-About-Wine-Areia Restaurant Bar-Shrimp areia restaurant bar Areia Restaurant Bar, uma refeição fantástica à beira mar Blend All About Wine A Delicious Meal Shrimp

Camarões descascados e salteados – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Também sabiam a mar os camarões descascados e salteados, sobre uma cama de algas deliciosas, cujas antenas foram bem fritinhas e, crocantes, comeram-se todas.

Blend-All-About-Wine-Areia Restaurant Barl-1st-dish areia restaurant bar Areia Restaurant Bar, uma refeição fantástica à beira mar Blend All About Wine A Delicious Meal 1st dish

O prato com o conteúdo – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Areia Restaurant Bar-1st-dish-wth-rock-crab-broth areia restaurant bar Areia Restaurant Bar, uma refeição fantástica à beira mar Blend All About Wine A Delicious Meal 1st dish wth rock crab broth

O prato regado com o caldo de navalheira – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Veio então a primeira provocação, uma sopa de navalheira, primeiro o prato com o conteúdo, logo de seguida regado com o caldo de navalheira, excelente.

Blend-All-About-Wine-A Delicious Meal-Octupus areia restaurant bar Areia Restaurant Bar, uma refeição fantástica à beira mar Blend All About Wine A Delicious Meal Octupus

Polvo – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

O polvo estava tenríssimo, com batata a murro, couve salteada e uma espuma muito fofa de pimento vermelho, muito bom.

Blend-All-About-Wine-A Delicious Meal-ohn dory fillet areia restaurant bar Areia Restaurant Bar, uma refeição fantástica à beira mar Blend All About Wine A Delicious Meal ohn dory fillet

Lombo de peixe galo – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Seguiu-se a segunda provocação da Margarida, um lombo de peixe galo excelente, sobre uma cama de feijão verde e vários tipos de algas – simbolizando a terra e o mar, que se podem ver dum lado e do outro – e ainda um puré de aipo e alho.

Blend-All-About-Wine-A Delicious Meal-sea urchin areia restaurant bar Areia Restaurant Bar, uma refeição fantástica à beira mar Blend All About Wine A Delicious Meal sea urchin

Ouriço do mar – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Para limpar o palato e passar para a carne, a surpresa dum ouriço do mar, fresquíssimo, com pedacinhos de morango.

Blend-All-About-Wine-A Delicious Meal-Borrosa meat areia restaurant bar Areia Restaurant Bar, uma refeição fantástica à beira mar Blend All About Wine A Delicious Meal Borrosa meat

Carne Barrosã – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Foi então a vez da carne, neste caso barrosã, cozinhada no ponto, muito saborosa, acompanhada por um delicioso risotto de cogumelos e uma salada verde onde se destacavam a rúcula e as beldroegas.

Blend-All-About-Wine-A Delicious Meal-chocolate mousse areia restaurant bar Areia Restaurant Bar, uma refeição fantástica à beira mar Blend All About Wine A Delicious Meal chocolate mousse

Mousse de chocolate – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Fechou-se o repasto com uma soberba mousse de chocolate, polvilhada com pitadas de…flor de sal, e o efeito foi incrível.

Blend-All-About-Wine-Areia Restaurant Bar-the-wines areia restaurant bar Areia Restaurant Bar, uma refeição fantástica à beira mar Blend All About Wine A Delicious Meal the wines

Os vinhos – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Ao longo da refeição fomos passeando pelos brancos António Futuro, um verde moderno, jovem, apelativo, pelo Vale de Ambrães, ainda um verde, já adulto, bem estruturado, consistente, depois a elegância do Alvarinho da Quinta de Santiago, mineral, salino, muito fresco. O espumante Ortigão trouxe para a mesa uma Bairrada moderna, jovem e cheia de força, para passar para um alentejano como deve ser, complexo, muito elegante, bem casado com a madeira, o Esporão Reserva. Na recta final apareceu à cena um delicioso Quinta da Manoella, o Douro em toda a sua pujança, para terminar num Porto cheio de tradição, o Quinta Seara d´Ordens LBV de 2010, que ficou a pairar na boca por muito tempo.

Blend-All-About-Wine-Areia Restaurant Bar-The-Sea areia restaurant bar Areia Restaurant Bar, uma refeição fantástica à beira mar Blend All About Wine A Delicious Meal The Sea

O mar – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

O mar, esse continuava ali mesmo à nossa frente…

Contactos
Areia Restaurante Bar
Praia de Carreço
4900-278 Carreço
Viana do Castelo – Portugal
Tel: (+351) 258 821 892
E-mail: geral@areia-restaurantebar.com
Website: www.areia-restaurantebar.com

Restaurante Narcissus Fernandesii

Texto José Silva

Um hotel de cinco estrelas em Vila Viçosa foi novidade há cerca de dois anos e tem-se revelado um sucesso. Pertencente a uma família com negócios no mármore, é com naturalidade que esta é a matéria prima nobre mais utilizada na sua decoração. Tudo ali tem um toque de mármore, de várias cores e várias origens, a dar a todo o espaço um glamour muito próprio. Quartos e suites requintados e plenos de conforto proporcionam estadia reconfortante e tranquila. A tranquilidade da beleza de Vila Viçosa chama para uma visita a pé, sem pressas, visitando o velho castelo e o Palácio dos Duques de Bragança, um museu fantástico que nos conta um pouco da história de Portugal. Depois, sempre que se regressa ao hotel, temos todo o conforto e os apoios para recuperar do passeio: piscinas exterior e interior e um spa extremamente bem equipado. Pessoal profissional, competente e simpático, acompanha-nos sempre que necessitemos. De manhã num fantástico pequeno almoço, à tarde ou ao começo da noite no bar e, claro, no restaurante, uma das atracções deste hotel, com o curioso nome de “Narcissus Fernandesii”. Espaço amplo, com duas salas distintas e uma esplanada com vista para a piscina.

Blend-All-About-Wine-Narcissus Fernandesii Restaurant-Main-Room narcissus fernandesii Restaurante Narcissus Fernandesii Blend All About Wine Narcissus Fernandesi Restaurant Main Room

A sala principal – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Narcissus Fernandesii Restaurant-Huge-Table narcissus fernandesii Restaurante Narcissus Fernandesii Blend All About Wine Narcissus Fernandesi Restaurant Huge Table

Mesa de mármore – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Na sala principal, ampla e requintada, sobressai uma enorme mesa cujo pé descomunal é uma pedra de mármore única, com enorme tampo de vidro. Ali estão expostos os artigos do pequeno almoço e podem ser servidas refeições para grupos. Refeições mais ligeiras ao almoço e um menu à carta para refeições mais completas à noite.

Blend-All-About-Wine-Narcissus Fernandesii Restaurant-Regional-Bread narcissus fernandesii Restaurante Narcissus Fernandesii Blend All About Wine Narcissus Fernandesi Restaurant Regional Bread

Pão Regional – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Narcissus Fernandesii Restaurant-butter-preparations narcissus fernandesii Restaurante Narcissus Fernandesii Blend All About Wine Narcissus Fernandesi Restaurant butter preparations

Preparações de manteig – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Há sempre pão regional excelente e azeite alentejano, mas também algumas preparações de manteiga muito saborosas.

Blend-All-About-Wine-Narcissus Fernandesii Restaurant-codfish-morsels narcissus fernandesii Restaurante Narcissus Fernandesii Blend All About Wine Narcissus Fernandesi Restaurant codfish morsels

Lascas de Bacalhau – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Narcissus Fernandesii Restaurant-farinheira-buns narcissus fernandesii Restaurante Narcissus Fernandesii Blend All About Wine Narcissus Fernandesi Restaurant farinheira buns

Bolinhos de farinheira – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Para começar há alguns petiscos, sempre muito bem apresentados, como lascas de bacalhau numa açorda de poejos, bolinhos de farinheira, compota de cebola roxa e salada de rebentos ou empada de perdiz com frutos do bosque e salteado de cogumelos de época.

Blend-All-About-Wine-Narcissus Fernandesii Restaurant-partridge-pie narcissus fernandesii Restaurante Narcissus Fernandesii Blend All About Wine Narcissus Fernandesi Restaurant partridge pie

Empada de perdiz – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Narcissus Fernandesii Restaurant-pumpkin-cream narcissus fernandesii Restaurante Narcissus Fernandesii Blend All About Wine Narcissus Fernandesi Restaurant pumpkin cream

Creme de Mogango – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Não faltam as sopas com tradição, como o creme de mogango com ovo escalfado e crocantes de pão alentejano, sopa de abóbora com creme trufado servida numa chávena e uma deliciosa sopinha de beldroegas.

Blend-All-About-Wine-Narcissus Fernandesi Restaurant-pumpkin-soup narcissus fernandesii Restaurante Narcissus Fernandesii Blend All About Wine Narcissus Fernandesi Restaurant pumpkin soup

Sopa de abóbora – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Narcissus Fernandesii Restaurant-purslane-soup narcissus fernandesii Restaurante Narcissus Fernandesii Blend All About Wine Narcissus Fernandesi Restaurant purslane soup

Sopa de beldroegas – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Ou um foie gras com emulsão de dióspiro, bombom de foie e tosta de bolota, incrível.

Blend-All-About-Wine-Narcissus Fernandesi Restaurant-Foie-Gras narcissus fernandesii Restaurante Narcissus Fernandesii Blend All About Wine Narcissus Fernandesi Restaurant Foie Gras

Foie gras – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Narcissus Fernandesi Restaurant-Algarve-carabineiro narcissus fernandesii Restaurante Narcissus Fernandesii Blend All About Wine Narcissus Fernandesi Restaurant Algarve carabineiro

Carabineiro do Algarve – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

O bacalhau está sempre presente, como o bacalhau  com crosta de azeitona galega sobre brás de batata e esparregado de algas e mesmo algum peixe e marisco frescos, como o carabineiro do Algarve com puré de couve-flor e coentros, endivia e emulsão de limão.

Blend-All-About-Wine-Narcissus Fernandesi Restaurant-steer-tornedó narcissus fernandesii Restaurante Narcissus Fernandesii Blend All About Wine Narcissus Fernandesi Restaurant steer torned

Tornedó de novilho – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Narcissus Fernandesi Restaurant-venison-smoked narcissus fernandesii Restaurante Narcissus Fernandesii Blend All About Wine Narcissus Fernandesi Restaurant venison smoked

Veado fumado – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

E a riqueza do tornedó de novilho com foie gras, salteado de legumes, batata assada e creme de espinafres, ou veado fumado em madeira de carvalho e rosmaninho, com redução de vinho da Madeira, favinhas e rebentos de coentros, creme de marmelo, couve flor panada e crocante de presunto de vaca.

Blend-All-About-Wine-Narcissus Fernandesi Restaurant-Vila-Vicosa-Oranges narcissus fernandesii Restaurante Narcissus Fernandesii Blend All About Wine Narcissus Fernandesi Restaurant Vila Vicosa Oranges

Variações de laranja de Vila Viçosa – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

As sobremesas são fantásticas mas as variações de laranja de Vila Viçosa estavam soberbas.

Vila Viçosa continuava à nossa espera, na sua pacatez…

Contactos
Largo Gago Coutinho Nº11
7160-214 Vila Viçosa
Portugal
Tel: (+351)268 887 010
Email: reservas@alentejomarmoris.com
Website: www.alentejomarmoris.com

Brasão, um restaurante de sucesso em que se defende a tradição…

Texto José Silva

É perto de Felgueiras e há muitos anos que ali se pratica uma cozinha tradicional, mesmo depois da necessária modernização das instalações. Tudo isto liderado pelo sr. Carvalho, proprietário e chefe de cozinha, que tem uma indisfarçável paixão por aquilo que faz.

Blend-All-About-Wine-Brasão-Restaurant brasão Brasão, um restaurante de sucesso em que se defende a tradição... Blend All About Wine Brasao Restaurant

Brasão – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

O Brasão é um espaço muito agradável, com duas salas separadas mas com o mesmo cuidado nas mesas e no serviço, atento e profissional.

Blend-All-About-Wine-Brasão-Two Rooms brasão Brasão, um restaurante de sucesso em que se defende a tradição... Blend All About Wine Brasao Two Rooms

Dois espaços separado – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

O nosso anfitrião anda sempre dum lado para o outro, embora seja a cozinha o seu poiso principal, mas nunca descura os clientes e vem cumprimentá-los e saber o que lhes apetece comer. Mais tarde há-de voltar às mesas, para saber da satisfação dos clientes, sempre com um sorriso na boca e com a sabedoria de muitos anos à volta dos produtos e da cozinha. E é precisamente na qualidade dos produtos que começa tudo, pois ali só entra material de primeira qualidade, desde o peixe fresco que vem do litoral, passando pelo bacalhau e terminando nas carnes, sejam de porco, de vaca ou de vitela e os cabritinhos do monte, de que nos prepara pratos incríveis. Mesmo nas sobremesas a busca constante da perfeição não dá descanso a este grande profissional. Outra das suas paixões é o vinho, de que tem garrafeira abastada, onde se encontram preciosidades fantásticas, com algum destaque para uma colecção de aguardentes incrível, de que o sr. Carvalho tem profundo conhecimento. Na última visita veio para a mesa pão e broa de milho, salpicão e presunto fininho, enquanto aguardávamos por um dos ex-libris da casa: a sopa de garoupa!!

Blend-All-About-Wine-Brasão-Restaurant-Tostinhas2 brasão Brasão, um restaurante de sucesso em que se defende a tradição... Blend All About Wine Brasao Restaurant Tostinhas2

Tostinhas – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Brasão-Restaurant-sopa de garoupa brasão Brasão, um restaurante de sucesso em que se defende a tradição... Blend All About Wine Brasao Restaurant sopa de garoupa

Sopa de Garoupa – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

É um verdadeiro hino à qualidade, peixe fresquíssimo em nacos generosos, alho, muita cebola, pimento verde e vermelho, coentros.

Umas tostinhas no prato, uma concha bem cheia por cima, um pouco mais de caldo a fumegar, um aroma inebriante e depois a volúpia, para comer de olhos fechados.

A seguir provou-se um soberbo rabo de boi estufado com grelos, que é muito difícil de descrever, tal a perfeição da confecção, a textura, o paladar, incrível! Veio então outro dos pratos muito apreciados, que normalmente é servido á quarta-feira (ou por encomenda): as costelas de boi assadas.

Blend-All-About-Wine-Brasão-Restaurant-Rabo-de-boi brasão Brasão, um restaurante de sucesso em que se defende a tradição... Blend All About Wine Brasao Restaurant Rabo de boi

Rabo de Boi – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Brasao-Restaurant-Roasted-Ox-Ribs brasão Brasão, um restaurante de sucesso em que se defende a tradição... Blend All About Wine Brasao Restaurant Roasted Ox Ribs

Costelas de Boi Assadas – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

O vão das costelas é temperado e assado inteiro e é trinchado à nossa frente, depois de lhe ser retirada a capa de gordura.

Blend-All-About-Wine-Brasao-Restaurant-Dish brasão Brasão, um restaurante de sucesso em que se defende a tradição... Blend All About Wine Brasao Restaurant Dish

O prato – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

No prato vêm fatias de carne com aquela gordura saborosa, batata frita às rodelas estaladiça, feijão preto e um arroz de forno pecaminoso, que também acompanhou o rabo de boi. Estamos quase no céu!

Blend-All-About-Wine-Brasao-Restaurant-Carrot-Cake brasão Brasão, um restaurante de sucesso em que se defende a tradição... Blend All About Wine Brasao Restaurant Carrot Cake

Bolo de Cenoura – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Vem então a sobremesa, um conjunto de toucinho do céu e dum bolo de cenoura absolutamente fantástico, fofinho, polvilhado com açúcar e lâminas de amêndoa torrada, doce de abóbora e umas folhinhas de hortelã…estamos mesmo no céu!

Os vinhos estiveram também à altura: primeiro bebeu-se um branco da zona de Amarante, o Sem Igual, muito floral, com notas de citrinos e fruta branca, uma elegância na boca notável, belo vinho moderno. Para “combater” as carnes nada melhor que um espumante tinto, preparado a partir da casta Vinhão, o Afros Yakkos Grande Reserva 2006. Simplesmente fantástico, bolha muito fina, frutos vermelhos persistentes, notas de chocolate preto, taninos intensos mas ao mesmo tempo elegantes, com um final muito longo. Para acompanhar a sobremesa a opção foi uma aguardente velha – mesmo muito velha – clássica, a Adega Velha, neste caso com mais de quarenta anos, belíssima, ligeiramente refrescada, com aromas tostados, frutos secos, a fazer um belo contraste com o doce.

Blend-All-About-Wine-Brasão-Restaurant-The-Wines brasão Brasão, um restaurante de sucesso em que se defende a tradição... Blend All About Wine Brasao Restaurant The Wines

Sem Igual, Afros Yakkos Grande Reserva 2006 & Aguardente Velha Adega Velha – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Brasão-Restaurant-Aguardente brasão Brasão, um restaurante de sucesso em que se defende a tradição... Blend All About Wine Brasao Restaurant Aguardente

Aguardente Velha Serradayres – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Mas havia ainda uma surpresa, mesmo ao jeito do sr. Carvalho: uma outra aguardente muito velha, que eu já não via há mais de 10 anos, uma Serradayres também com mais de quarenta anos, duma suavidade incrível, muito elegante, que foi um final perfeito para uma grande refeição.

No Brasão, a tradição ainda é o que era…

Contactos
Cimo de Vila – Refontoura
4610 Felgueiras
Tel: (+351) 255 336 118
E-mail: info@restaurante-brasao.pt
Website: www.restaurante-brasao.pt

Um sabor a Alentejo no Novo Portal de Londres para Portugal

Texto Sarah Ahmed | Tradução Bruno Ferreira

Foi emocionante apresentar uma prova em nome da Comissão dos Vinhos do Alentejo num dos melhores novos restaurantes de Londres, a Taberna do Mercado. E o que é ainda mais emocionante é que, além do Chefe ser português, a comida e os vinhos também são. O que pode parecer uma coisa estranha de se dizer mas, até agora, o nome de Nuno Mendes esteve associado aos pratos inovadores e ecléticos do seu anterior restaurante estrela Michelin, o Viajante, e agora com o menu de sotaque americano no Chiltern Firehouse (onde é o Chefe principal).

Blend-All-About-Wine-Taberna-do-Mercado-Tasting-Nuno-Mendes alentejo Um sabor a Alentejo no Novo Portal de Londres para Portugal Blend All About Wine Taberna do Mercado Tasting Nuno Mendes

Nuno Mendes – Foto de Charmaine Grieger | Todos os Direitos Reservados

Numa entrevista com Nuno Mendes,há um par de anos atrás, deixou fugir a ideia de que tencionava abrir em Londres um restaurante “muito casual, divertido e moderno mas ao mesmo tempo rústico”. Mas havia um problema. Explicou que, apesar da “abundância de produtos únicos e de qualidade” em Portugal, era difícil de obtê-los. Porquê? A resposta foi que “a produção é muito limitada em termos de quantidade e também porque muito poucos produtores artesanais vêem potencial além do mercado local para expandir o seu projecto”.

Completamente à espera que Nuno Mendes tivesse ultrapassado estes desafios, perguntei-lhe o que tinha mudado desde a nossa última conversa. Perguntou-me “prefere a reposta simpática ou a resposta verdadeira?”. Naturalmente que respondi que queria a verdade! Admitindo “isto entristece-me”, Mendes demonstra continuar visivelmente frustrado pelo facto de, no Reino Unido, continuar a ser quase impossível obter os melhores produtos portugueses dos quais se pode sentir “super -orgulhoso”. Salientou que os importadores portugueses no Reino Unido “se destinam maioritariamente a abastecer a comunidade expatriada (em vez dos restaurantes topo de gama com clientes exigentes e viciados em comida). Fez-me lembrar de um ponto que Mendes tinha salientado quando nos conhecemos pela primeira vez, o quão importante era “estar ciente do que está a acontecer no mundo do vinho e da gastronomia de modo a conseguirmos encaixar na realidade das outras pessoas”. É por isso que, acrescenta, “tive que me afastar” de Portugal quando o Viajante abriu – a gama de produtos não se encaixava com a realidade estrela Michelin do restaurante. Não era “nada de espectacular”, e não podia contar com a consistência do fornecimento.

Blend-All-About-Wine-Taberna-do-Mercado-Tasting alentejo Um sabor a Alentejo no Novo Portal de Londres para Portugal Blend All About Wine Taberna do Mercado Tasting

Taberna do Mercado – Foto de Charmaine Grieger | Todos os Direitos Reservados

As boas notícias? Vendo a Taberna do Mercado como “um portal para chegar aos bons recursos de Portugal” diz-me que, “não vou desistir”. Mendes pode ter um discurso suave e um comportamento modesto, mas há uma determinação de aço nos seus olhos de quando revela a solução. Salientando que, “tenho muitos mais contactos que os importadores aqui sediados” (já para não mencionar a meticulosidade inerente a um Chefe Michelin em busca apenas do melhor), tenciona abrir o seu próprio negócio de importação/exportação. Afinal, a sua reputação depende disso. E está muito em jogo, ao mesmo tempo que diz que é prematuro, dados os problemas de fornecimento, apontar a comida portuguesa como a próxima grande novidade assim como sugeriu recentemente o The Daily Telegraph. É por isso que afirma que, “agora é que entra a parte da pesquisa… não podemos relaxar, temos de nos esforçar e trazer o melhor…temos de evoluir”. Não há espaço para a complacência.

Pouco depois da prova, parei para reflectir sobre os comentários de Mendes em relação ao vinho português quando um jornalista me perguntou porque é que ainda não atingiu o topo. Tenho o prazer de informar que o Reino Unido tem estado bem melhor servido em relação a importadores de vinho, em particular especialistas em vinho português, como a Raymond Reynolds e a Oakley Wine Agencies que têm ajudado os produtores seus clientes a navegar com calma no exigente mercado do Reino Unido. Mas se, como Mendes, tiver que ser uma amiga crítica de Portugal, a verdade é que ainda muitos produtores portugueses têm de encontrar maneira de encaixar nas realidades do mercado do Reino Unido, que é largamente reconhecido como o mais competitivo do mundo. Além disso, o ‘cellar palate’ (ficar demasiado habituado aos nossos próprios vinhos, incluindo as falhas) pode ser um problema. É por isso que os produtores de vinho com mais sucesso continuam a visitar o Reino Unido, para compreenderem onde os seus vinhos se encaixam melhor (e para compará-los com a concorrência). Também ajuda a certificar que continuam a ser vistos e ouvidos no nosso concorrido e barulhento mercado. Foi um desafio ao qual me predispus com gosto.

Felizmente, os oito produtores de vinhos que apresentei na minha masterclass na Taberna do Mercado estão representados no Reino Unido. Mas ainda há trabalho a ser feito já que o Alentejo construiu a sua reputação no Reino Unido numa base de tintos de grande valor, fáceis de abordar e frutados. O próximo passo é aumentar a visibilidade e valorização dos seus tintos e brancos premium, baseados no terroir, por entre os amantes de vinho de qualidade (os vinhos brancos representam agora 20% dos vinhos do Alentejo).

Blend-All-About-Wine-Taberna-do-Mercado-Alentejo-Tasting-Nuno-Mendes-Sarah-Ahmed alentejo Um sabor a Alentejo no Novo Portal de Londres para Portugal Blend All About Wine Taberna do Mercado Tasting Nuno Mendes Sarah Ahmed

Eu e Nuno Mendes a falar sobre o vinho e a gastronomia do Alentejo – Foto de Charmaine Grieger | Todos os Direitos Reservados

A minha escolha de vinhos foi acompanhada pela opinião contemporânea de Mendes sobre os petiscos (como inseri-los na realidade do mercado do Reino Unido) e seguida de uma excelente prova de azeites do Alentejo conduzida por Teresa Zacarias da Casa do Azeite. Aqui estão as minhas notas relativamente aos vinhos, juntamente com algumas informações sobre o que individualiza esta escolha diversa em termos de terroir e vinificação. Como irá reparar, o Alentejo não é tão plano e ininterruptamente quente como estereótipos regionais nos fazem acreditar. Além disso, todas as uvas foram apanhadas à mão.

Herdade do Rocim Olho de Mocho Reserva Branco 2013 (VR Alentejano)

Terroir: este monovarietal Antão Vaz vem da Vidigueira, uma das oito sub-regiões da DOC Alentejo. Apesar de ser a que fica mais a sul, tem uma longa tradição de produção de vinhos brancos. Porquê? Porque tem tudo a ver com a disposição da terra, especificamente, a falha da Vidigueira, uma escarpa de 50Km virada a oeste conhecida como a Serra do Mendro que marca a fronteira entre o Alto e Baixo Alentejo. Subindo até aos 420m de altura aprisiona os frios e húmidos ventos atlânticos que arrefecem a região com nevoeiros nocturnos. O ar frio também desce pela Serra do Mendro durante a noite. Além disso, quando os ventos do sul trazem nuvens, a escarpa causa um aguaceiro. Para a enóloga Catarina Vieira, estas são as razões pelas quais “os vinhos muito minerais, elegantes e frescos da Vidigueira envelhecem muito bem”. Acredita que os solos arenosos também melhoram a mineralidade da sua Antão Vaz, proveniente das suas melhores, cultivadas a seco (apenas água da chuva) e de baixa produção, vinhas velhas (24 anos).

Vinificação: Uvas colhidas à mão e cedo (a 3 e 4 de Setembro) de modo a preservar a frescura (sem acidificação necessária), o vinho fermentou em barris novos de Carvalho Francês de 300 litros, aproximadamente durante vinte dias. De seguida foram retiradas as borras e estagiou em barril por cinco meses. Durante esse processo, as borras foram envelhecidas durante dois meses em barris de 2ª mão com batonnage diária, aproximadamente durante um mês, e depois foram readicionadas ao vinho. Para Catarina, “este trabalho com as borras é muito importante no que toca a mineralidade, frescura e potencial de envelhecimento deste vinho”.

Notas de Prova: Graças ao trabalho com as borras, demonstra, no nariz, notas de fósforo ao ser acesso, e palato alimonado, com notas de azeitona verde, ananás verde e, ao abrir-se, pêra seca. Um final longo, firme e mineral com uma acidez atoranjada e atrevida que fez durar a minha garrafa de amostra até ao 3º dia. 13.5%

Blend-All-About-Wine-Taberna-do-Mercado-Tasting-House-Canned-Fish alentejo Um sabor a Alentejo no Novo Portal de Londres para Portugal Blend All About Wine Taberna do Mercado Tasting House Canned Fish

Conservas da Casa ao estilo de Nuno Mendes – Foto de Charmaine Grieger | Todos os Direitos Reservados

Cartuxa Pêra Manca Branco 2012 (DOC Alentejo)

Terroir: Este blend de 62% Antão Vaz e 38% Arinto vem de Évora, outra sub-região da DOC Alentejo. Desta vez do Alto Alentejo. A fruta foi seleccionada de três parcelas das vinhas mais antigas da Cartuxa, situadas em encostas que se elevam até 300 metros acima do nível médio das águas do mar. Plantadas em 1980 em solos graníticos castanhos, as vinhas foram cultivadas a seco.

Vinificação: Para este branco mais encorpado e tradicional, a fruta foi colhida à mão mais tarde e em três fases, para obter mais complexidade (12, 18 e 19 de Setembro). A seguir ao desengace e ao esmagamento, uma parte das uvas foi deixada em contacto com as peles antes da fermentação. Sessenta e sete por cento do vinho foi fermentado e envelhecido em borras durante 12 meses em barris (60% novos) de carvalho francês com batonnage, para potenciar o corpo, a complexidade e o potencial de envelhecimento. O equilíbrio foi envelhecido em aço inox (para melhorar a fruta) com muita batonnage (para o corpo). Não houve qualquer acidificação.

Notas de Prova: Nariz rico e a cera de abelha, com frutos de caroço, especialmente alperce perto do núcleo, cujas notas se prolongam no palato com um nogado pronunciado (marzipan/calisson fresco) e carvalho abaunilhado. Apesar de apresentar um pouco de volume, tem um esqueleto maduro mas picante, de acidez cítrica que confere equilíbrio e provoca um final longo, saboroso e a borras, com nuances de casca de limão e laranja. Um vinho poderoso, que frequentemente me recorda um Hermitage no Norte de Rhône, França. 13.5%

Monte da Ravasqueira MR Premium Rosé 2013(VR Alentejano)

Terroir: Este Rosé, 100% Touriga Nacional, é de Arraiolos, Évora, Alto Alentejo. Para o enólogo Pedro Pereira, a chave da frescura da gama Monte da Ravasqueira reside na variação muito patente da temperatura diurna da propriedade. Mesmo nos meses mais quentes, Julho e Agosto, em que as temperaturas podem atingir os 40ºC, à noite podem descer abaixo dos 10ºC. As noites frias ajudam as uvas a reter a acidez de uma melhor maneira; também é bom para os aromas e para a estrutura. Gonçalves atribui esta forte variação de temperatura à natureza topográfica, tipo anfiteatro, da vinha (os 45 hectares estão plantados em encostas que chegam até aos 270m), bem como à floresta adjacente e às barragens. Apesar de ser necessária uma irrigação suplementar, os solos argilo-calcários têm uma boa retenção de humidade e as mais exteriores, de solo granítico, parecem melhorar a mineralidade/frescura, tal como no Dão.

Vinificação: Uma vez que o estilo de Gonçalves gira à volta de “frescura + complexidade (uma matriz de sabores) + natureza varietal + intensidade + concentração”, seleccionou a fruta a partir de cinco parcelas diferentes (por linha de orientação-exposição, tipo de solo e gestão da vinha). Fruta colhida à mão em diferentes dias, compreendidos entre 8 e 27 de Setembro. As uvas foram mantidas em contentores frigoríficos entre 2 a 20 dias, a 2ºC, para a concentração e para melhorar o potencial aromático e a fruta. Duas parcelas foram prensadas directamente para barris novos de carvalho francês e fermentadas naturalmente com batonnage em sólidos. As outras três foram primeiramente repousadas e inoculadas com levedura, antes de serem transferidas para barris novos de carvalho francês no segundo dia de fermentação. As cinco parcelas foram então envelhecidas em borras durante seis meses, com batonnage suave durante os primeiros 2 meses.

Notas de prova: A Touriga Nacional parece encaixar bem nos vinhos rosés e este é um exemplo incomum. Salgado mas frutado, encorpado mas fresco. É absolutamente delicioso com borras cremosas e salgadas, delicados morangos silvestres, bolinhos de morango e chá de pêssego refrescante. Acidez mineral confere frescura e persistência num final duradouro.

Susana Esteban Aventura Tinto 2013 (VR Alentejano)

Terroir: este primeiro tinto é do Alto Alentejo mas é um blend das sub-regiões DOC. Esteban selecciona a Aragonês e a Touriga Nacional (40% e 20% da blend respectivamente) de um vinhedo com 15 anos, em Évora, a 300m de altura em solos argilo-calcários. O equilíbrio vem da mistura de um field blend em Portalegre, a sub-região mais a norte do Alto Alentejo, com 30 anos. Não é só a localização a norte que faz com que Portalegre seja a área mais fria e húmida do Alentejo. A Serra de São Mamede – a mais de 1000m de altitude, o ponto mais alto do Sul de Portugal – confere uma considerável elevação (até 800m) e solos graníticos pobres. Uma vez que o objectivo de Esteban é “produzir um vinho fresco, com carácter mas ao mesmo tempo apelativo”, vai a Portalegre buscar a frescura e a austeridade, ao passo que Évora providencia o calor que a enóloga pensa ser necessário para que a Touriga Nacional e a Aragonês precisam para demonstrar o seu potencial (Salientando que “tenho em atenção para escolher apenas com 13% a 13.5% de álcool”).

Vinificação: as uvas são colhidas à mão e fermentadas naturalmente (sem nenhuma acidificação) em pequenos lagares de inox a temperatura controlada. Aprecio bastante o facto de Susana se ter focado apenas na fruta e na frescura – este vinho é unoaked.

Notas de prova: fantástica textura e vibração (pensem em veludo esmagado) de frutas silvestres em puré (assim parece), puras e acabadas de colher. Taninos suaves e uma jovem acidez reforçam o imediatismo encantador deste tinto jovial. Adorável. 13.5%

Blend-All-About-Wine-Taberna-do-Mercado-Tasting-Casa-do-Porco-Preto alentejo Um sabor a Alentejo no Novo Portal de Londres para Portugal Blend All About Wine Taberna do Mercado Tasting Casa do Porco Preto

Casa do Porco Preto, Alentejo na Taberna do Mercado – Foto de Charmaine Grieger | Todos os Direitos Reservados

Herdade de São  Miguel Reserva 2012 (VR Alentejano)

Terroir: A Herdade de São Miguel está situada na sub-região (DOC) Redondo do Alto Alentejo. Para Alexandre Relvas júnior, a Serra d’Ossa (que sobe até 650m) abriga as vinhas de Redondo dos ventos que sopram de norte e de este, e providencia invernos secos e frios, em contraste com os verões quentes e ensolarados. A vinha está localizada a 400m de altitude em solos de argila/xisto de baixo rendimento que produzem bagas pequenas e concentradas. Este vinho é um blend composto por 80% de Alicante Bouschet, 15% Aragonez e 5% Cabarnet Sauvignon proveniente de vinhas com 13 anos de idade.

Vinificação: fruta colhida à mão é totalmente desengaçada e sujeita a 48h de absorção antes da fermentação em lagares de inox abertos com pigeurs automáticos para uma extracção mais suave. Também é sujeito a uma pequena oxidação natural para “ajudar a corrigir logo à partida a cor e os taninos”, diz Relvas. Foi envelhecido durante 12 meses em barris de carvalho francês de 400 litros (50% novos).

Notas de Prova: nariz intenso a groselha e amora com toque de madeira abaunilhada e nuances de xisto empoeirado, que seguem durante o suculento palato com uma frescura adorável. Apesar de representar apenas 5% do blend, a Cabarnet Sauvignon é bastante evidente no perfil de sabor (groselha com notas de menta) e taninos finos, minerais e de cascalho. Não tem a concentração ou complexidade dos vinhos (mais caros) que se seguiram, mas é equilibrado e persistente. Muito bem feito, suporta bem os seus 15% de volume.

Quinta do Mouro Touriga Nacional 2010 (VR Alentejano)

Terroir: Este monovarietal de Touriga Nacional é de Estremoz, na sub-região Borba (DOC) do Alto Alentejo. Fica a norte de Redondo e da Serra d’Ossa, o que confere um pouco de protecção dos ventos quentes a sul. Uma vez que a Quinta do Mouro está situada a 420m de altitude, a elevação também tempera o clima, da mesma maneira que as descidas bruscas de temperatura durante a noite, as quais, segundo o enólogo Luís Louro, podem ser 20 graus abaixo da temperatura durante o dia, “especialmente nas últimas fases de amadurecimento, e os nevoeiros são comuns”. Solos xistados e vinhas cultivadas a seco também contribuem para o estilo muito estruturado, característico e de bom envelhecimento dos tintos da Quinta do Mouro. Proveniente de uma vinha do Douro “muito boa” de 1998, a Touriga Nacional foi enxertada em vinhas de Castelão que tinham sido plantadas em 1989.

Vinificação: uvas colhidas à mão e parcialmente desengaçadas, deixando cerca de 10% do cacho para obter um pouco mais de estrutura e sabores mais frescos. As uvas foram pisadas a pé em lagares e foram sujeitas a dois dias de absorção a frio antes da fermentação. Terminaram a fermentação em tanques inox de temperatura controlada e, após a prensa, foi envelhecido durante 12 meses em barris novos de carvalho francês de 300 litros.

Nota de prova: cor de ameixa, opaca e profunda, com perfume exótico de bergamota que eleva o concentrado palato a framboesa, ameixa e baunilha, juntamente com notas vivas e apimentadas, sálvia seca e hortelã. Taninos com uma textura acamurçada clivam os sabores no palato, ampliando a sua intensidade e a ressonância do palato. Poderoso, um pouco selvagem, mas equilibrado. Um carismático monovarietal de Touriga. 14%

João Portugal Ramos Marquês de Borba Reserva 2012 (DOC Alentejo)

Terroir: também de Estremoz, este blend compost por 30% Trincadeira, 30% Aragonês, 25% Alicante Bouschet e 15% Cabarnet Sauvignon vem da vinha original de João Portugal Ramos. As vinhas, plantadas em 1989, estão situadas à volta de sua casa e têm sido a fonte do seu vinho desde que foi feito pela primeira vez, em 1997. Localizadas a 350m em solos de xisto muito velhos.

Vinificação: As uvas foram colhidas à mão durante a noite e de manhã cedo. Parcialmente desengaçadas (50%) e início de fermentação (natural) em lagares de mármore com pisa a pé. Para Ramos, as vantagens dos lagares incluem, uma maior área de contacto entre o líquido e a parte sólida do mosto, homogeneização suave do mosto (porque é formada uma camada mais fina em comparação com os tanques normais) e a estética do mármore local (que, por acaso Nuno Mendes também utiliza nos tampos das mesas na Taberna do Mercado). O último terço da fermentação é feito em tonéis de inox, beneficiando de temperatura controlada. A maceração pós-fermentação dura, normalmente, duas semanas. O vinho estagia depois durante 18 meses em barris de carvalho francês de 225 litros (dois terços dos quais são novos).

Notas de prova: um tinto muito polido, com tabaco e caixa de charutos no nariz e no palato. Frutos vermelhos a dominar o ataque, enquanto a Cabarnet se torna mais assertiva com o desenrolar, conferindo groselha bem definida e um revestimento pulverizado de taninos finos mas em pó que ganham vida na boca. Seco, firme, focado e muito fino com uma excelente frescura a equilibrar. O mais fechado dos tintos, com um grande potencial de envelhecimento. 14.5%

Herdade do Mouchão 2010 (VR Alentejano)

Terroir: este blend com cerca de 70% Alicante Bouschet e 30% Trincadeira é de um dos produtores mais estabelecidos da região, a Herdade do Mouchão, que pertence à mesma família desde 1874. Mouchão foi a primeira vinha de Alicante Bouschet a ser plantada e os vinhos actuais denotam a sua origem genética do século 19. Mouchão fica em Sousel, a norte de Borba, no Alto Alentejo. A Alicante Bouschet é seleccionada de várias parcelas perto da adega, a cerca de 230m de altitude, com idades entre os 10 e os 30 anos. Situada num triângulo entre dois pequenos rios, os solos arenosos superiores são bem drenados mas o barro das profundezas retém a humidade que permite um amadurecimento equilibrado e confere frescura e boa acidez. A imagem de marca do Mouchão é o grande potencial de envelhecimento. A Trincadeira de peles finas beneficia por ter sido plantada mais alta, em solos bem drenados a cerca de 400m de altitude.

Vinificação: este vinho, o mais tradicional, teve as suas uvas apanhadas à mão e fermentadas nos lagares de pedra originais da adega com 100% de engace. Depois é envelhecido em grandes e velhos toneis de 5000 litros durante dois ou três anos. Estagia ainda mais dois a três anos em garrafa antes de ser lançado no mercado.

Notas de prova: uma cor muita profunda com um palato e nariz muito complexos – é quase uma refeição – mas equilibrados. O Mouchão 2010 tem camadas de figo maduro seco, azeitona preta e pele incipiente com um floral tintado, tabaco, whisky berber (chã de menta estufado) e notas de eucalipto. Robusto, picante, taninos orientados à uva ganham vida na boca, mas no entanto está tudo bem integrado – nem um pouco agressivo. Um final muito longo e envolvente com um travo do calor da terra desta propriedade. 14%

Álvaro Costa e NH Hotel Batalha

Texto José Silva

Álvaro Costa nasceu em Pousada de Saramagos, Famalicão, em 1978. Ali estudou e depois ingressou no ensino profissional em Vila Verde. Adorava ir colher legumes à horta e mexer no peixe e na carne, e as avós, a mãe e as tias deram-lhe o conhecimento da tradição. Em Vila Verde formou-se em cozinha e pastelaria. Ingressou no Hotel Meridien no Porto onde esteve cerca de um ano. Saltou então para um hotel na ilha da Córsega, também durante um ano. E na mesma ilha, durante meio ano, passou pelo hotel Cala Rossa, que detinha duas estrelas Michelin. O outro meio ano estagiou no hotel Bulgari, em Milão, e em Paris no também detentor de duas estrelas Michelin, Le Grand Cascade. Foi então abrir o hotel Sheraton no Porto, com o Chefe Jerónimo Ferreira. Depois foi a vez do Café Bogani e da República da Cerveja, em Gaia, já como chefe executivo. Em 2006 assume o hotel Carlton Pestana na Ribeira, no Porto, até 2012. Foi também responsável do desenvolvimento gastronómico das pousadas do Norte. Foi então chefiar o Pestana de Porto Santo, vindo depois abrir o Pestana do Freixo, no Porto. Ainda deu aulas na Portucalense e seguiu para Braga, para chefiar os hotéis Bom Jesus.

Blend-All-About-Wine-Alvaro-Costa-e-NH-Hotel-Batalha-Alvaro-Costa nh hotel Álvaro Costa e NH Hotel Batalha Blend All About Wine Alvaro Costa e NH Hotel Batalha Alvaro Costa

Álvaro Costa – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Mas não resistiu ao convite para liderar a gastronomia do novo hotel NH Hotel Batalha Collection, onde desenvolve uma culinária moderna e interventiva.

Blend-All-About-Wine-Alvaro-Costa-e-NH Hotel-Batalha-Nh nh hotel Álvaro Costa e NH Hotel Batalha Blend All About Wine Alvaro Costa e NH Hotel Batalha Nh

NH Batalha Collection – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

É um hotel moderno, muito bem decorado, cheio de luz, num local emblemático da cidade do Porto, pegado ao velho cinema Batalha.

Blend-All-About-Wine-Alvaro-Costa-e-NH Hotel-Batalha-Nh-Room nh hotel Álvaro Costa e NH Hotel Batalha Blend All About Wine Alvaro Costa e NH Hotel Batalha Nh Room

Hotel moderno, muito bem decorado – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Decoração em tons claros com algum granito à mostra, que também identifica a cidade.

Blend-All-About-Wine-Alvaro-Costa-e-NH Hotel-Batalha-Nh-Room-2 nh hotel Álvaro Costa e NH Hotel Batalha Blend All About Wine Alvaro Costa e NH Hotel Batalha Nh Room 2

Decoração em tons claros – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Na entrada à direita está o restaurante, à esquerda o bar, onde também se pode comer num ambiente despretensioso mas acolhedor, seja um salmão marinado na casa, umas ostras atrevidas, um tagliatelle negro com gambas ou um risotto de lima muito fresco.

Blend-All-About-Wine-Alvaro-Costa-e-NH Hotel-Batalha-Nh-in-house-marinated salmon nh hotel Álvaro Costa e NH Hotel Batalha Blend All About Wine Alvaro Costa e NH Hotel Batalha Nh in house marinated salmon

Salmão marinado na casa – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Alvaro-Costa-e-NH Hotel-Batalha-Nh-king prawns nh hotel Álvaro Costa e NH Hotel Batalha Blend All About Wine Alvaro Costa e NH Hotel Batalha Nh king prawns

Tagliatelle negro com gambas – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Alvaro-Costa-e-NH Hotel-Batalha-Nh-lime risotto nh hotel Álvaro Costa e NH Hotel Batalha Blend All About Wine Alvaro Costa e NH Hotel Batalha Nh lime risotto

Risotto de lima – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

E é no bar que acontecem umas interessantíssimas happy hours com uma proposta irrecusável: ostras com gin.

Blend-All-About-Wine-Alvaro-Costa-e-NH Hotel-Batalha-Nh-oysters with gin nh hotel Álvaro Costa e NH Hotel Batalha Blend All About Wine Alvaro Costa e NH Hotel Batalha Nh oysters with gin

Ostras com gin – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Serviço impecável e a mestria do chefe a propor petiscos variados e pratos mais consistentes, com uma forte base nas nossas tradições. Um espaço que a cidade do Porto já merecia. Em recente visita, pudemos apreciar uma óptima refeição, com algumas das propostas que constam da ementa do restaurante, muito bem apresentadas, numa sequência em que passaram alguns pratos tradicionais, mas com a interpretação do chefe e apresentados de forma inventiva e muito agradável.

Blend-All-About-Wine-Alvaro-Costa-e-NH Hotel-Batalha-Nh-marinated oyster nh hotel Álvaro Costa e NH Hotel Batalha Blend All About Wine Alvaro Costa e NH Hotel Batalha Nh marinated oyster

Ostra marinada – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

A começar pela ostra marinada, ainda a saber a mar.

Blend-All-About-Wine-Alvaro-Costa-e-NH Hotel-acorn presunto nh hotel Álvaro Costa e NH Hotel Batalha Blend All About Wine Alvaro Costa e NH Hotel acorn presunto

Presunto bolota com caviar de melão – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Seguiu-se o presunto bolota com caviar de melão, em que as minúsculas esferas esverdeadas libertavam um fresco paladar de melão. As técnicas modernas ao serviço da tradição.

Blend-All-About-Wine-Alvaro-Costa-e-NH-Hotel-Batalha-Nh-traditional sardines nh hotel Álvaro Costa e NH Hotel Batalha Blend All About Wine Alvaro Costa e NH Hotel Batalha Nh traditional sardines

Sardinha curada com couli de morango – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

A tradicional e popular sardinha apareceu numa versão curada com couli de morango, cheia de frescura.

Blend-All-About-Wine-Alvaro-Costa-e-NH-Hotel-Batalha-Nh-shitaki cream nh hotel Álvaro Costa e NH Hotel Batalha Blend All About Wine Alvaro Costa e NH Hotel Batalha Nh shitaki cream

Creme de shitaki – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Para simbolizar uma sopa veio então o creme de shitaki servida num desconcertante tubo de ensaio, bem quente, uma óptima sopa de cogumelos!!

Blend-All-About-Wine-Alvaro-Costa-e-NH-Hotel-Batalha-Nh-Pouca Roupa white nh hotel Álvaro Costa e NH Hotel Batalha Blend All About Wine Alvaro Costa e NH Hotel Batalha Nh Pouca Roupa white

Pouca Roupa branco 2014 – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Entretanto já estávamos a beber um branco Pouca Roupa 2014 alentejano bem interessante.

Blend-All-About-Wine-Alvaro-Costa-e-NH-Hotel-Batalha-king prawn curry nh hotel Álvaro Costa e NH Hotel Batalha Blend All About Wine Alvaro Costa e NH Hotel Batalha king prawn curry

Caril de gambas com maçã – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Alvaro-Costa-e-NH Hotel-Batalha-My Bacalhau à Gomes de Sá nh hotel Álvaro Costa e NH Hotel Batalha Blend All About Wine Alvaro Costa e NH Hotel Batalha My Bacalhau    Gomes de S

Meu bacalhau à Gomes de Sá – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

O saborosíssimo caril de gambas com maçã foi seguido pelo “meu bacalhau à Gomes de Sá”, uma versão muito bem conseguida deste prato tradicional dum homem nascido na Ribeira do Porto, Gomes de Sá. Os paladares estavam todos lá.

Blend-All-About-Wine-Alvaro-Costa-e-NH Hotel-Batalha-oven-roasted chicken nh hotel Álvaro Costa e NH Hotel Batalha Blend All About Wine Alvaro Costa e NH Hotel Batalha oven roasted chicken

Frango assado no forno com legumes e batata – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Finalizamos com uma curiosa versão de frango assado no forno com legumes e batata, divertida e saborosa. Já tínhamos então passado para o vinho Curvos Alvarinho, moderno e consistente, com óptima acidez, muito gastronómico.

Blend-All-About-Wine-Alvaro-Costa-e-NH Hotel-Batalha-apple pie nh hotel Álvaro Costa e NH Hotel Batalha Blend All About Wine Alvaro Costa e NH Hotel Batalha apple pie

Tarte de maçã com queijo de S. Jorge e gelado de nata – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Blend-All-About-Wine-Alvaro-Costa-e-NH-Hotel-red-fruit verrine nh hotel Álvaro Costa e NH Hotel Batalha Blend All About Wine Alvaro Costa e NH Hotel red fruit verrine

Verrine de frutos vermelhos – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Nas sobremesas estiveram dois momentos muito bons: primeiro uma tarte de maçã com queijo de S. Jorge e gelado de nata, muito bem ligada, cremosa, uma delícia, depois uma verrine de frutos vermelhos cheia de elegância.

Um grande final!

Blend-All-About-Wine-Alvaro-Costa-e-NH-Hotel-22 tram nh hotel Álvaro Costa e NH Hotel Batalha Blend All About Wine Alvaro Costa e NH Hotel 22 tram

O eléctrico 22 – Foto de José Silva | Todos os Direitos Reservados

Lá fora já passava o eléctrico 22, que nos faz lembrar outros tempos…

Contactos
NH Collection Porto Batalha
Praca da Batalha, 60-65. 4000-101, Porto, Portugal
Tel: (+351) 227 660 600
Booking: (+351) 210 020 848
E-mail: nhcollectionportobatalha@nh-hotels.com
Website: www.nh-collection.com