Beber como um Rei: Moscatel de Setúbal, o Líquido de Ouro da Península de Setúbal Álvaro Costa e NH Hotel Batalha

A grandiosidade do Alentejo

Texto João Pedro de Carvalho

Este texto não é mais do que uma opinião muito pessoal sobre a terra e a região que me viu nascer, o Alentejo. É por ali que gosto de andar, que gosto de matar a dita saudade dos cheiros e sabores que me marcaram a memória desde a minha tenra infância. É o chamamento da terra mãe, o chamamento da família que pelas tropelias da vida ficou lá longe e tão distante que não a posso abraçar sempre que quero.

O meu destino foi igual ao de tantas outras gerações nascidas no Alentejo, uma terra pobre que sempre viveu do suor do trabalho das suas gentes. O tal destino de ir para a cidade à procura de uma vida melhor, no meu caso vim estudar para Lisboa que fica a 200km da minha terra natal Vila Viçosa e por aqui fiquei. Como pano de fundo sempre procurei ter o campo, aquele campo que ora verde ora dourado foi e continua a ser chão que dá alimento e condimento a todas as suas gerações.

Foi dessa mesma necessidade que nasceu uma gastronomia rica em aromas que sempre soube captar o melhor que cada uma das influências das várias civilizações que por lá foram passando. Essa mesma gastronomia que de tão rica e única faz as delícias de tantos nos dias de hoje, foi a mesma que nas difíceis horas servia de sustento aos que com poucos recursos faziam muito, aos que sem saber a foram criando, convivendo por vezes lado a lado com a luxuriosa Doçaria Conventual das várias ordens religiosas que se foram instalando nos muitos Conventos da região.

Blend-All-About-Wine-Alentejo-is-a-great-wine-region-1 alentejo A grandiosidade do Alentejo Blend All About Wine Alentejo is a great wine region 1

Alentejo – Foto de João Pedro de Carvalho | Todos os Direitos Reservados

Mas será de vinho que interessa falar, de uma cultura que terá vindo com os Romanos, que trouxeram a técnica das talhas de barro que se soube manter até aos nossos tempos. Apesar da técnica de fabrico das mesmas tenha ficado esquecida no tempo, tal não impede que de norte a sul de Portugal a procura hoje em dia por parte dos produtores pelas ditas talhas seja uma realidade. Muito em breve desde os Vinhos Verdes passando pelo Douro até Bairrada e Lisboa vamos ver essa “novidade” que de novo não tem nada aparecer no mercado.

Sobre os tempos mais modernos, o vinho do Alentejo tem sabido subir a pulso a maneira como conseguiu conquistar o mercado nacional no que a vendas diz respeito. Foi apenas preciso uma década se tanto para passar de uma posição na altura desconfortável para não mais largar a liderança de vendas. A qualidade foi sempre algo que acompanhou os vinhos desde muito cedo e basta recuar umas décadas para poder confirmar isso mesmo junto de algumas das referências mais marcantes da enologia da região e porque não dizer até mesmo a nível nacional. Quem aponta o dedo acusando toda uma região de que aos seus vinhos lhes falta frescura/acidez e não têm a capacidade de envelhecer dignamente em garrafa, pura e simplesmente não sabe do que fala. Dos mais recentes artigos sobre produtores situados no Alentejo que foram visitados até aos exemplos mais clássicos de vinhos icónicos que perduram em grande forma até aos dias de hoje. E a lista tem tanto de extensa como os anos de colheita, sem entrar nos anos 90 onde a lista seria muito mais extensa deixo alguns exemplos anteriores como o José de Sousa Tinto Velho 1940 ou mesmo 1961 e 1986, o Mouchão 1954 ou 1963, Quinta do Carmo Garrafeira 1985 ou 1986, Tapada Chaves 1971 ou o 1986, Adega de Portalegre 1986 etc.

Blend-All-About-Wine-Alentejo-is-a-great-wine-region-2 alentejo A grandiosidade do Alentejo Blend All About Wine Alentejo is a great wine region 2

Alentejo – Foto de João Pedro de Carvalho | Todos os Direitos Reservados

Depois veio a revolução enológica e deu-se uma rutura com o passado, nos anos que se seguiram parte do vinho do Alentejo ficou refém da experimentação e adaptação daqueles que naquela altura começavam pela primeira vez a criar vinho sem terem ainda garantias suficientes para definir aquilo que seria o novo perfil da região. Essa mesma revolução começa agora a dar os seus frutos, lado a lado com os outros que entretanto se foram afirmando ao longo do tempo como verdadeiros clássicos da região. Este quase renascer de toda uma região em conjunto com uma nova fornada de vinhos, frescos, muitas vezes a contrabalançar entre a elegância e o perfil mais austero garante de uma saudável longevidade mas sempre com o tão carismático toque do Alentejo. Tal como a proliferação de estilos e castas, de aromas e de sabores, também o mesmo se verifica a nível das variadas sub-regiões ou até mesmo dos solos onde a variedade permite encontrar desde os xistos, argilas, areias ou calcários. Somando a tudo isto a Gastronomia e o seu povo, este Alentejo que me apaixona tem tudo para continuar a ser uma das regiões de eleição em Portugal.

      Sobre João Pedro Carvalho
      Wine Writer Blend | All About Wine

      Deixar um comentário

      Your email address will not be published.