Quinta de Soalheiro – Alvarinho em todas as Direcções Miguel Laffan

Coleção Privada Domingos Soares Franco Moscatel de Setúbal (Armagnac)

Texto João Pedro Carvalho

Nasci e fui criado no Alentejo, mais propriamente em Vila Viçosa, quis a vida que aos meus 18 anos tivesse vindo estudar para Lisboa. Numa altura em que o vinho pouco me dizia a não ser por motivo de estar à mesa com os amigos lá se ia abrindo uma garrafa. E aqui novamente o destino colocou-me a morar paredes meias com um dos principais distribuidores de vinho da região de Lisboa. Não me lembro das vezes que lá entrei, na memória apenas retenho o muito que aprendi com as horas de conversa, os muitos vinhos que durante anos fui comprando e conhecendo, muitos deles acabadinhos de chegar dos produtores que na altura surgiam como cogumelos. O interesse pelo mundo do vinho foi crescendo e crescendo, fizeram-se as devidas formações e desta forma fui acompanhando já de forma mais consciente o evoluir de muitas dessas referências, o evoluir de muitos desses produtores.

Blend_All_About_Wine_Coleccao_Privada_1 Coleção Privada Domingos Soares Franco Moscatel de Setúbal  (Armagnac) Coleção Privada Domingos Soares Franco Moscatel de Setúbal  (Armagnac) Blend All About Wine Coleccao Privada 1

Coleção Privada Domingos Soares Franco Moscatel de Setúbal (Armagnac) – Foto de João Pedro Carvalho | Todos os Direitos Reservados

Um daqueles momentos marcantes foi a descoberta dos grandes exemplares de Moscatel de Setúbal da José Maria da Fonseca ou mesmo do Bastardinho. E durante largos anos, hoje ainda se mantém, sempre que havia um jantar mais especial de amigos lá surgiam aquelas garrafinhas de Alambre20 Anos ao final da refeição para satisfação de todos.

Numa dessas visitas tinha acabado de chegar um novo lançamento da José Maria da Fonseca, um Moscatel a que o seu enólogo Domingos Soares Franco, decidido em inovar, chamou Colecção Privada. Fruto de uma investigação que durou cinco anos de ensaios com quatro tipos distintos de aguardente: neutra, Cognac, Armagnac e 50/50 Cognac Armagnac. Resultado foi que prevaleceu a escolha no Armagnac pela subtileza, frescura, complexidade e harmonia que mostra durante a prova. O envelhecimento é feito em cascos de madeira usada, sem estágio posterior em garrafa pois não evolui após o engarrafamento.

Sem ter todo aquele porte mais denso e melado que os exemplares mais velhos e de categoria superior, este Coleção Privada Domingos Soares Franco 2004 banhado com Armagnac mostra-se fresco e delicado, ao mesmo tempo que desperta o lado mais guloso. Muita tangerina, caramelo, alperce, tília, muito bem composto com um palato forrado de sabor, elegante e suavidade da fruta com caramelo e calda de laranja, acidez muito presente até final. Despedida longa e persistente, numa belíssima harmonia entre as sensações tanto do aroma como do palato. Para mim que sou guloso é parceiro ideal com uma torta de laranja.

Contactos
Quinta da Bassaqueira – Estrada Nacional 10,
2925-542 Vila Nogueira de Azeitão, Setúbal, Portugal
Tel: (+351) 212 197 500
E-mail: info@jmf.pt
Website: www.jmf.pt

      Sobre João Pedro Carvalho
      Wine Writer Blend | All About Wine

      Deixar um comentário

      Your email address will not be published.